Cassilândia, Sábado, 25 de Maio de 2019

Últimas Notícias

30/01/2019 18:00

Esposo mata mulher ao passar com carro na cabeça dela 1 dia após agredi-la

De acordo com a polícia, caso foi registrado como feminicídio. Suspeito está foragido, e teria sido preso há uma semana por tráfico de drogas, mas respondia em liberdade.

G1MS

Dayane Moreira de 21 anos, morreu após o marido, Hugo Henrique Perin, de 24 anos, passar com um carro de luxo em cima da cabeça dela, na noite desta sexta-feira (25), em Eldorado, a 441 km de Campo Grande.

De acordo com a polícia, o casal estava junto há alguns meses. Em depoimento, o irmão do suspeito informou que na noite anterior, Hugo teria agredido a esposa, e por conta disso, os dois estavam brigados. Após a discussão, ela teria deixado a casa onde os dois moravam.

Pelas imagens da câmera de segurança de um comércio, é possível ver o carro de Hugo, na hora que aparece um clarão. De acordo com a polícia, foi nesse momento em que ele teria passado com uma Land Rover por cima da jovem, que morreu na hora.

Ainda segundo a ocorrência, antes de ser morta, Dayane teria visto o marido em um posto de combustível. Após o rapaz sair do local, ela o seguiu. No trajeto, a jovem teria caído da motocicleta e o rapaz passou com o veículo em cima dela.

De acordo com a perícia, no capacete da vítima era visível as marcas de pneu e rachaduras, o que prova que o suspeito passou com o carro em cima da cabeça de Dayane. Segundo a polícia ele fugiu, e na casa dele várias pistolas foram apreendidas.

A polícia informou ainda, que Hugo teria sido preso na semana passada, por tráfico de drogas, mas estava respondendo o processo em liberdade. Ele é procurado na região da fronteira do Brasil com o Paraguai. O caso foi registrado como feminicídio.

Outro crime
Na última terça-feira (22), um jovem de 22 anos atirou quatro vezes contra a indígena Eronilda Gabriel Mendonça, de 34 anos, em Campo Grande (MS). Segundo a polícia, o suspeito disse que só atirou na vítima porque ela teria chamado de "frouxo" por recusar sexo.

O suspeito informou à polícia que estaria em um programa com a vítima, versão que é contestada pela família e pela sub-secretária estadual de políticas públicas para indígenas, Silvana Terena.

Ela foi encaminhada para a Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na noite de quinta-feira (24). De acordo com o hospital, ela estava instável desde a entrada no centro cirúrgico, foi transferida para o CTI e por volta das 19h (de MS), teve parada cardiorrespiratória e não resistiu.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 25 de Maio de 2019
11:34
Cassilândia
10:00
Receita do Dia
Sexta, 24 de Maio de 2019
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)