Cassilândia, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018

Últimas Notícias

27/01/2010 16:17

Escolha de menina de 7 anos como rainha de bateria da Viradouro gera polêmica

Thaís Leitão , Agência Brasil

Rio de Janeiro - A escolha de uma menina de 7 anos para desfilar como rainha de bateria da Escola de Samba Unidos do Viradouro fez com que o Conselho Estadual da Criança e do Adolescente (CEDCA) enviasse à agremiação ofício exigindo a confirmação formal da presença da menina à frente dos ritimistas.

Para o presidente do Conselho Estadual da Criança e do Adolescente, o advogado Carlos Nicodemos, a atividade é imprópria para crianças e adolescentes, que podem sofrer prejuízos psíquicos e físicos. Ele argumenta que o posto de rainha de bateria tem forte apelo sexual, tendo sido já ocupado por símbolos sexuais como Luma de Oliveira e Juliana Paes.

“É direito da criança e do adolescente participar do carnaval, que é uma manifestação cultural e de lazer. O problema são as circunstâncias em que eles participam. Neste caso, trata-se de um posto que, historicamente, tem um apelo sexual altíssimo, além de caráter comercial muito disputado por mulheres que se apresentam de maneira exuberante. Nessas condições, não é conveniente que uma criança participe porque se vulnerabiliza sua integridade física e psíquica”, avaliou.

A confirmação exigida pelo CEDCA tem que ser feita até a próxima sexta-feira (29). Caso se confirme a presença da menina à frente da bateria, Nicodemos disse que serão tomadas as “devidas providências”.

“Não acho que isso será necessário porque acredito que o bom senso vai prevalecer. Mas se for preciso, poderemos enviar uma representação ao Conselho Tutelar e acionar o Ministério Público para que a impeçam de desfilar”, acrescentou.

A Viradouro, escola de samba de Niterói, confirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, a escolha da menina J.L., que é filha do presidente da agremiação, para desfilar como rainha da bateria. No site da escola, uma nota informa que a decisão de colocar uma menina “linda, pura e delicada” no cargo é “fantástica”. O texto diz, ainda, que, para desenhar a fantasia que será usada pela menina, foram tomados todos os cuidados necessários “porque ela não será uma musa”.

“Não podemos transformar uma menina em uma mulher e nem explorar a sensualidade. Será uma fantasia coerente e muito bonita”, explicou, na nota, o carnavalesco da escola Edson Pereira.

Em 2003, a escola de samba Beija-Flor de Nilópolis, da Baixada Fluminense, também colocou à frente de sua bateria uma criança. A menina tinha 12 anos. Um ano depois, outra criança, com a mesma idade, assumiu o cargo de princesa da bateria da Tradição, de Madureira, escola da zona norte do Rio.












Edição: Lana Cristina

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)