Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/10/2004 15:07

Escola que Protege vai prevenir violência contra criança

Assessoria / MEC

A escola como um lugar para detectar, diagnosticar, encaminhar e, principalmente, prevenir a violência contra crianças e adolescentes no Brasil. É com este olhar que o Ministério da Educação, por meio de sua Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), lançou hoje, 28, às 9h, em Brasília, no Hotel Fenícia Bittar, o projeto-piloto do programa Escola que Protege, em parceria com a organização não-governamental Hathor – Ações de Amor à Vida.


O projeto, a ser implementado inicialmente em três capitais – Recife, Fortaleza e Belém – vai criar centros de prevenção e acolhimento às crianças, adolescentes e suas famílias em situação de violência. Nestes centros, crianças e adolescentes vítimas de violência física, sexual e psicológica vão obter apoio e atendimento especializado.


O Escola que Protege tem por objetivo quebrar o ciclo da violência. Para isso, baseia-se no tripé: atendimento às crianças e adolescentes em situação de violência; escola de pais, que irá atender os pais e responsáveis, oferecendo-lhes apoio psicossociopedagógico, para quebrar o ciclo da violência em seu cotidiano; e a capacitação de educadores, para despertar sua atenção, percepção e responsabilidade no encaminhamento dos casos de vítimas de violência. A expectativa é de que na primeira quinzena de novembro a estrutura do projeto já esteja em funcionamento.


Durante seis meses, os projetos serão monitorados e avaliados por equipe da Hathor, sob a coordenação da psicóloga Jussara Dutra. A partir daí serão gerados dados e indicadores que poderão orientar o MEC na concepção de políticas públicas para atender crianças e adolescentes em situação de violência.


Repórter: Iara Bentes

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)