Cassilândia, Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

Últimas Notícias

18/08/2019 13:30

Escola estadual tem programa que dá exemplo de uso consciente da água

Governo de SC

Até 2016, toda água da chuva que caía sobre a Escola de Ensino Fundamental Homero de Miranda Gomes, em São José, encharcava o pátio e dificultava as atividades ao ar livre. Foi quando um projeto trabalhado nas aulas de ciências virou a solução para o problema. A água poderia ser captada nas calhas, armazenada em uma cisterna e aproveitada para molhar a horta e fazer limpezas das calçadas.

“A partir de um projeto da professora de ciências, tivemos a ideia de fazer a escola toda abraçar essa causa”, lembra Luci Carla, assistente técnico-pedagógica da unidade escolar. De acordo com ela, a implantação da cisterna custou menos de R$ 2 mil, para a compra do material e a mão de obra, com recursos do Governo Federal, resultado de uma premiação da qual o projeto de sustentabilidade da escola foi vencedora.

A capacidade de armazenamento, hoje, é limitada apenas ao tamanho da caixa d’água. Os mil litros são preenchidos em menos de dez minutos nos dias de chuva mais intensa, e são suficientes para vários dias de limpeza e cuidados com a horta. Mesmo sem chuva significativa há quase três meses, a cisterna ainda tem uma quantidade considerável de água. Para o futuro, a direção da escola pretende ampliar o sistema, captando água do outro lado do prédio e direcionando diretamente para a horta.

“É importante para que as crianças percebam que tudo tem um custo e que todos pagam, além de preparar o futuro deles, para que não falte água, que é escassa”, explica Luci. Além da cisterna para captação de água da chuva, a escola vem trabalhando com economia de papel e estimulando outras medidas de sustentabilidade.

Alerta para o uso racional da água
Depois de quase três meses sem chuva significativa na Grande Florianópolis, o abastecimento tem se mantido dentro da normalidade praticamente em toda a região graças a um esforço conjunto entre a população, que está colaborando com o uso racional de água, e a Casan, que mantém equipes trabalhando em tempo integral para superar os desafios do período.

Como ainda não há previsão de chuva significativa para a região nos próximos dias, a colaboração de todos ainda é fundamental para que toda a Grande Florianópolis continue com o abastecimento dentro da normalidade. O Norte do estado também começa a entrar em estado de alerta.

Confira algumas dicas para poupar água e ainda diminuir a conta ao fim do mês:

Reduza seu tempo no chuveiro. Tome banhos rápidos e, se possível, feche o chuveiro ao se ensaboar. A cada 15 minutos de chuveiro aberto, são 135 litros de água que descem e uma conta de água que sobe.

Ao escovar os dentes e ao barbear, mantenha a torneira fechada.

Não lave a louça com água corrente. Passe rapidamente água nas louças, ensaboe os pratos e utensílios. Abra a torneira apenas para enxaguar.

Não lave roupa com água corrente. Trabalhe utilizando o tanque.

Ao usar a máquina de lavar, só ligue a de lavar louça ou a de lavar roupas com capacidade total. O consumo de água é o mesmo se você lavar uma peça de roupa apenas ou várias ao mesmo tempo.

Água não é vassoura. Em calçadas e áreas pavimentadas, primeiro varra a sujeira, depois lave com a utilização de um balde. A cada 15 minutos de mangueira jorrando, são 280 litros de água (e dinheiro) desperdiçados.

Não é preciso lavar seu carro por causa de qualquer poeirinha. Quando for necessário, o jeito mais eficiente e econômico é usar um balde e pano. Não use mangueira. Use bom senso, principalmente em períodos de estiagem, como agora.

Você sabia que se regar as plantas em horários mais quentes faz com que elas aproveitem menos água? Isso mesmo. Se a temperatura está alta, a maior parte da água se perde na evaporação. Por isso, o melhor é regar pela manhã cedinho ou à noite, assim elas aproveitam melhor a água. Use regador e não mangueira.

Regule a válvula da descarga. A válvula regulada pode diminuir o consumo de água pela metade.

Invista na economia. Hoje, há vários produtos no mercado que ajudam a economizar água. Empresas do ramo de materiais hidráulicos e cerâmicas pesquisam para criar alternativas viáveis e eficientes de usar água. Gastar um pouquinho a mais na hora de fazer a instalação, na maioria das vezes, pode trazer retorno para você e para o meio ambiente no médio e longo prazo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 20 de Setembro de 2019
Quinta, 19 de Setembro de 2019
10:00
Receita do Dia
Quarta, 18 de Setembro de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)