Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/06/2016 08:20

Equador tem gol mal anulado e Brasil estreia com empate

Gazeta Esportiva

A Seleção Brasileira decepcionou na estreia da Copa América Centenário e empatou por 0 a 0 com o Equador, nesse sábado, no estádio Rose Bowl, na cidade norte-americana de Pasadena. Disputado no mesmo local em que o Brasil conquistou a quarta estrela de campeão mundial, contra a Itália, em 1994, o jogo teve um gosto amargo para a geração comandada pelo técnico Dunga. O árbitro anulou equivocadamente um gol do Equador no segundo tempo e diminuiu o prejuízo do time canarinho no torneio continental.

Esse foi o primeiro duelo a não contar com nenhum jogador que participou da goleada por 7 a 1 para a Alemanha, nas quartas de final da Copa do Mundo de 2014. Era a chance de mostrar uma nova postura à torcida, mas o resultado trouxe sonoras vaias aos atletas canarinhos.

Sem Neymar, que não foi convocado para a Copa América para disputar as Olimpíadas do Rio de Janeiro, o Brasil encontrou na criatividade de Willian a melhor saída para o ataque. O jogador do Chelsea ditou o ritmo no campo ofensivo e trabalhou bem pelo lado direito, mas, sozinho, não conseguiu conduzir a equipe à vitória. Faltou ao time mais poder de fogo para converter a posse de bola em finalizações ao gol.

O time canarinho fará seu segundo jogo na Copa América nessa quarta-feira, contra o Haiti, no estádio Citrus Bowl, da Flórida. Já o Equador enfrentará o Peru, também na quarta, em Phoenix. Por ter derrotado o Haiti por 1 a 0, nesse sábado, o Peru lidera o Grupo B da competição.

O Jogo – Sob os olhares de Neymar, que estava nas arquibancadas do Rose Bowl acompanhado do cantor Justin Bieber, do ator Jamie Foxx e do piloto Lewis Hamilton, o Brasil fez um primeiro tempo pouco eficiente e com raras conclusões ao gol. Tanto que foi do Equador a primeira chance na partida, em chute que o atacante Miller Bolaños, do Grêmio, mandou à esquerda de Alisson, aos quatro minutos.

A Seleção respondeu logo em seguida, após Willian encontrar Philippe Coutinho na frente do gol. O meia-atacante desviou em direção à meta, mas o goleiro Dreer apareceu para defender. Apesar de ter mostrado bom volume de jogo na sequência do duelo, o Brasil pecava na hora de encerrar as jogadas ofensivas e deixava de concluir à meta quando era possível.

Aos 25, Elias recebeu um passe do atacante Jonas e tinha condição de acertar a finalização, mas optou por um passe e jogou a bola no vazio. Quatro minutos depois, Jonas serviu Coutinho, que demorou demais para executar uma ação e foi desarmado antes de tentar o chute.

Como se mantinha no campo ofensivo e abusava dos erros de passe, a Seleção deu espaço para que o Equador armasse alguns contra-ataques. O descuido rendeu três cartões amarelos para jogadores canarinhos no primeiro tempo: Casemiro, Elias e Gil. Em uma das faltas cometidas pelo Brasil, aos 36 minutos, Valencia cobrou com perigo e exigiu uma defesa segura de Alisson.

Com 16 minutos do segundo tempo jogados e sem nenhuma finalização ao gol, Dunga resolveu tirar Jonas para a entrada de Gabigol. A alteração não surtiu efeito. Aos 20, Bolaños cruzou da esquerda e viu Alisson se atrapalhar na hora de fazer uma defesa fácil, entrando com a bola no gol. Para sorte do Brasil, o bandeira se equivocou e invalidou o lance sob a justificativa de que o lançamento havia saído pela linha de fundo.

Aos 30 minutos, Willian deu lugar ao meia-atacante Lucas Moura. O jogador do Paris Saint-Germain quis mostrar serviço e tentou finalizar em sua primeira jogada, mas colocou muita força no chute e viu a bola passar longe do gol.

Na melhor chance do segundo tempo, aos 38, Lucas Moura aproveitou cruzamento da direita, apareceu na frente do gol de Dreer e cabeceou para fora. O meia Lucas Lima ainda entrou no lugar de Elias, mas o time seguiu sem produzir o suficiente para alcançar a vantagem.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 0 X 0 EQUADOR

Local: Estádio Rose Bowl, em Pasadena, nos Estados Unidos
Data: 4 de junho de 2016, sábado
Horário: 23 horas (de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñán (Chile)
Assistentes: Carlos Astroza e Christian Schiemann (ambos do Chile)
Público: 53.158
Cartões amarelos: Casemiro, Elias, Gil (Brasil); Paredes, Enner Valencia, Jaime Ayoví (Equador)

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Gil e Filipe Luís; Casemiro, Renato Augusto, Elias (Lucas Lima), Willian (Lucas Moura) e Philippe Coutinho; Jonas (Gabriel)
Técnico: Dunga

EQUADOR: Dreer; Paredes, Achilier, Mina e Walter Ayoví; Gruezo, Noboa, Antonio Valencia e Montero (Martínez); Enner Valencia (Jaime Ayoví) e Miller Bolaños (Gaibor)
Técnico: Gustavo Quinteros

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)