Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

31/12/2006 09:12

Epílogo: o que farão os secretários que deixam o governo

Campo Grande News

O vice-governador Egon Krakhecke deixará o cargo e vai se voltar a atuar profissionalmente como consultor em projetos rurais. Engenheiro agrônomo especializado em desenvolvimento econômico, antes de exercer cargos públicos, Egon atuou como consultor do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) e na iniciativa privada. Egon é membro dos diretórios estadual e nacional do PT e diz que sua atividade partidária será na organização do partido. Ele, que alcançou 40% dos votos na eleição para o Senado em outubro, é pré-candidato à prefeitura de Dourados.

Raufi Marques deixa a Casa Civil e a Secretaria de Justiça e Segurança e continuará atuando na política. Ele afirma que montará um escritório de trabalho em Campo Grande, mas não especificou exatamente em que área atuaria. “Vou voltar a ajudar o deputado Vander Loubet”.

Ronaldo Franco deixa a secretaria de Gestão e vai passar a advogar na iniciativa privada. Ex-secretário a partir de segunda-feira, abrirá um escritório para se dedicar às causas de servidores.

Um grupo de secretários deverá permanecer no Parque dos Poderes porque são funcionários de carreira do governo. São eles: Valteci Ribeiro de Castro Júnior, o Mineiro (Desenvolvimento Agrário), David Lourenço (Planejamento, Ciência e Tencologia), que voltam para atuar como agrônomos no Idaterra (braço do governo do Estado para extensão rural), e Etsuo Hirakawa (Receita), que é fiscal de rendas.

Carlinhos Cantor volta a Dourados, onde é vereador pelo PT. Em 2007 ele vai presidir a Câmara de Vereadores. Mesmo destino terá o petebista José Elias Moreira (Meio Ambiente), que é empresário na cidade. O secretário de Cultura, Sílvio Nucci, permanece em Campo Grande, onde é empresário.

Enquanto a maioria dos integrantes do primeiro-escalão já está de malas prontas, os secretários que chegaram ao governo Zeca dentro da cota do PDT e do PL continuarão em cargos importantes do novo governo. Isso é possível porque os dois partidos, que integraram a base de sustentação do governo petista, apoiaram André Puccinelli na campanha. Mathias Gonsales deixa a secretaria estadual de Saúde para comandar, a partir de janeiro, a MSGás.

A reportagem não localizou os secretários João Cavalléro (produção), Carlos Longo (Infra-Estrutura) e Márcia Portocarrero (Assistência Social).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)