Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/12/2015 14:21

Epidemia leva governo do Estado a criar comitê de combate a dengue

Flávia Lima, Campo Grande News

O cenário de epidemia de dengue, Zika vírus e febre chikungunya que assola 72 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, levou o governo do Estado a criar um comitê de força-tarefa de combate, controle, prevenção e redução do Aedes aegypti no Estado.

A resolução assinada pelo secretário estadual de Saúde, Nelson Tavares, foi publicada nesta segunda-feira (21) no Diário Oficial.

A criação do comitê, de acordo com justificativa do secretário, levou em conta o estado de emergência decretado pelo governo federal quanto aos casos de microcefalia, que já somam mil em todo o país, detectados em bebês nascidos no Nordeste e que tem relação, já comprovada com o Zika vírus.

O comitê será ligado à Superintendência Geral de Vigilância em Saúde e prestará atendimento 24 horas aos 79 municípios do Estado, com intervenção precoce nas emergências em saúde pública de relevância estadual e nacional.

Os nomes do integrantes, que terão mandato de um ano, serão indicados, juntamente com um suplente, pelos órgãos, entidades ou classes que representam e nomeados pelo Secretário Estadual de Saúde.

Dados – O último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde foi na primeira semana de dezembro e aponta 36 mil casos notificados desde janeiro de 2015.
As cidades de Iguatemi, Selvíria e Sonora são as que apresentam o cenário mais crítico.

Campo Grande aparece em 48º lugar. No entanto, devido ao aumento dos casos, é possível que a Capital já tenha subido no ranking, uma vez que conta com 9.447 notificações desde janeiro e 3.919 conformações.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)