Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/10/2004 14:29

Entressafra faz explodir preço de derivados do leite

Perfilnews

Quem foi ao supermercado nas últimas semanas se espantou com o aumento no preço dos produtos derivados do leite, que estão até 50% mais caros. A mussarela, grande vedete nas gôndolas dos estabelecimentos devido a sua versatilidade na culinária, está custando entre R$ 15,00 e R$ 20,43 o quilo, sendo que em agosto o valor mínimo era de R$ 10,00 para o consumidor. Segundo a Câmara Setorial do Leite a entressafra associada à estiagem prolongada deste ano foram as responsáveis pelo atual encarecimento dos produtos lácteos.

De março a setembro a produção de 1,5 milhão de litros de leite em Mato Grosso do Sul caiu sazonalmente em 40%, é o chamado período de entressafra que acabaria normalmente no início do mês passado com a incidência de chuvas. “Mas só teve chuva mesmo desde a semana passada. Esta estiagem prolongada causou falta de matéria-prima e com a menor oferta de leite houve aumento expressivo maior que no ano passado”, explicou a coordenadora da Câmara Setorial do Leite, Adriana Mascarenhas Braga. Segundo ela, neste período, as 66 indústrias que dependem da produção leiteira do Estado para a fabricação de diversos produtos precisaram “brigar” por matéria-prima.

No caso da mussarela, a alta considerável deve-se à utilização de uma grande quantidade de leite para o feitio do produto. Conforme cotação da CSL em julho, o quilo deste queijo estava sendo vendido a R$ 7,80 pelo fabricante para os varejistas, hoje o preço é de R$ 11,00, 41% de acréscimo. Do produtor para o consumidor existe uma diferença de valores de até 85,7%.

“A gente espera, como acontece todos os anos, que a redução destes preços aconteça a partir do final de novembro para os leites e derivados”, disse Valdir Wagner, proprietário de dois supermercados da Capital.

Enquanto isso quem gosta do sabor do queijo (até mesmo o caipira), leite condensado, creme de leite, manteiga e outros derivados deve encontrar outras alternativas para controlar os gastos. “Eu diminuí o consumo e estou comprando mais presunto para a hora do lanche“, contou a funcionária pública Flávia Rosana Rodrigues Siqueira.

O preço do leite tipo C ao produtor teve acréscimo em seu valor de 73% este ano. Em janeiro o litro era vendido por R$ 0,30 e hoje está cotado em R$ 0,52, conforme pesquisa da Câmara Setorial, o que foi repassado para os consumidores da Capital.

“Eu vendia o litro por 60 centavos, agora está R$ 1,15. Mesmo com o início das águas deve ser necessário pelo menos 60 dias para o mercado reagir”, acredita o supermercadista Wagner.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)