Cassilândia, Sexta-feira, 24 de Março de 2017

Últimas Notícias

06/05/2014 15:54

Entenda sobre o aumento da Enersul, segundo assessoria da empresa

Henrique Xavier, assessor

O Índice de Reajuste Tarifário Anual da Enersul foi aprovado hoje em reunião da diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O efeito médio para o consumidor será de 11,20%. Os consumidores de baixa tensão (residências, por exemplo), que correspondem a 99,7% do total de consumidores da ENERSUL, terão reajuste de 9,84%, enquanto clientes de alta tensão (indústrias, por exemplo), que representam 0,3% dos consumidores, terão reajuste de 14,11%.

Como as novas tarifas foram aprovadas tendo como referência a data contratual do reajuste tarifário da Enersul, 08 de abril de 2014, a Diretoria da ANEEL determinou que a empresa realize o refaturamento das contas de energia elétrica parcelando nas próximas três faturas o valor que não foi cobrado na tarifa relativa ao mês de abril. O objetivo é minimizar, ao máximo, os impactos aos consumidores.
O reajuste não foi aplicado no dia 8/04 em função do cumprimento de decisão judicial pela Aneel. Essa decisão foi revogada em 30 de abril pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região.
O item que mais contribuiu para impactar o Reajuste Tarifário-ITR foi o custo de Compra de Energia Elétrica (7,65%), seguido dos Componentes Financeiros (2,66%). Os custos próprios da prestação do serviço de distribuição de energia elétrica, ou seja, custos da Enersul contribuíram para o reajuste tarifário com apenas 2,33%.
A variação do custo de Compra de Energia foi principalmente influenciada pela variação cambial que afeta o custo da energia comprada de Itaipu, pelo custo mais elevado da energia comprada em leilões em 2013 e pelo custo da geração térmica.
Vale ressaltar que este aumento já estava previsto e não tem relação com a transferência do controle da Enersul para a Energisa. A tarifa de energia elétrica de todo o país é definida pela Aneel com base nos custos apresentados pelas distribuidoras, na data de aniversário da assinatura do contrato de concessão. O reajuste segue as regras previstas no contrato de concessão e na legislação.
Veja abaixo como funciona o processo de Reajuste Tarifário Anual:
No processo de Reajuste Tarifário Anual é feita uma análise das variações reais dos custos não-gerenciáveis da Enersul, também chamados de Parcela A, que compreendem basicamente os encargos setoriais, o custo de compra de energia e o custo de transmissão da energia.
Sobre o restante da receita da concessionária (Parcela B, que considera os custos gerenciáveis pela Enersul) é aplicado um índice que reflete a inflação medida pelo IGP-M, descontando-se um fator de produtividade fixado pelo regulador e que deve ser perseguido pela concessionária. É da Parcela B, excluindo impostos, que a distribuidora vai buscar recuperar os custos de operação, realizar investimentos necessários à expansão e à melhoria do serviço - garantindo sua continuidade e segurança - e remunerar o capital investido.
Abaixo a tabela que detalha o índice:

IRT Econômico é o índice de reajuste, soma dos custos gerenciáveis e não gerenciáveis.
Os Componentes Financeiros, em linhas gerais, são diferenças tarifárias reconhecidas nos reajustes anuais que podem ser favoráveis ao consumidor ou à distribuidora. Efeito médio ou impacto médio para o consumidor é o percentual final, resultado da soma entre o IRT e os componentes financeiros.

Por que a energia no Brasil está mais cara?
O setor elétrico brasileiro passa por uma situação de poucas chuvas, levando os reservatórios a níveis abaixo do comum para esta época do ano. Por isso, é preciso produzir energia de usinas térmicas no país. Elas possuem um custo de produção maior do que o de hidrelétricas. Essa situação elevou o preço da energia no mercado de curto prazo - que chamamos de PLD (Preço de Liquidação das Diferenças). Nos últimos meses este PLD chegou a atingir o seu nível máximo fixado pela Aneel, de 822,83 R$/MWh.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 24 de Março de 2017
Quinta, 23 de Março de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 22 de Março de 2017
21:53
Cassilândia
20:41
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)