Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/10/2015 07:43

Engordar uns quilinhos para fazer bariátrica é o pior conselho para emagrecer

Liziane Berrocal., Campo Grande News
Não há segredo para quem não tem obesidade, além da alimentação saudável.Não há segredo para quem não tem obesidade, além da alimentação saudável.

Não, nem todo mundo que é gordo, gordinho ou “fora do padrão imposto pela mídia” precisa de cirurgia bariátrica. Eu sempre penso muito antes de escrever meus textos do #VaiGordinha para ao Lado B, e dessa vez, escrevo no dia do médico, dia 18 de outubro. Quando as pessoas que me conheceram com quase 170 quilos me param e me perguntam como estou e vêem que sim, apesar das mudanças e dos percalços eu estou bem, visto que já emagreci mais de 60 quilos, um dos comentários que ouço é: “Ah, eu preciso de uma cirurgia dessas!”.

Claro que eu não tenho que ser fiscal da obesidade de ninguém, nem tenho o direito ou conhecimento técnico-científico para apontar nada para ninguém, mas juro, quando a pessoa pesa menos de 80 quilos e é só “gordinha” e me fala uma coisa dessas, o meu olhar é fulminante.

Gente, sério mesmo, cirurgia bariátrica não é uma cirurgia estética, que as pessoas fazem por bel prazer ou porque estão com preguiça de dieta e tratamentos para emagrecer. Cirurgia bariátrica é uma intervenção séria, necessária em casos de IMC que apontem obesidade ou em casos de comorbidades como diabetes, problemas de coluna e articulações, cardíacos ou alguém igual a mim, que tinha um IMC 63, considerada obesidade mórbida. E há casos que o IMC entre 30 e 35 culminado com doenças metabólicas, pode haver indicativo cirúrgico, por isso mesmo a cirurgia popularmente chamada de redução de estomago, na verdade é a cirurgia bariátrica e metabólica.

E voltando as vacas frias, tudo isso aprendi acompanhando a vida de várias e várias pessoas que se submeteram a essa cirurgia e algumas que não precisaram, e sim, conseguiram deixar a casa dos três dígitos com dieta e exercícios, porque não havia nenhum problema metabólico na parada.

E quando ouço pessoas – homens e mulheres, diga-se de passagem, dizendo: “Ah, eu luto tanto para perder cinco quilos” ou “seria tão bom se eu não conseguisse comer nada”, a vontade é falar tudo aquilo que enfrentamos no dia a dia, desde o primeiro dia no hospital até as mil vontades que enfrento (posso sempre falar por mim) na rotina diária de até sonhar que estou comendo um simples prato de lasanha, e nem precisa ser um pratão, ou não passar mal porque estou conversando com os amigos durante o almoço. Ah, e também o sair correndo da mesa de reunião de pauta, porque a “baba branca do alien” resolveu subir devido ao tempo que não dei entre a refeição e um copo com água ou por não ter mastigado direito aquele bendito pedaço de carne.

Com isso, cada pessoa que me procura diariamente para questionar se deve ou não fazer a cirurgia ou mesmo comentar sobre o médico tal que diz que é só “engordar um pouquinho”, eu só posso orientar que sou muito grata a equipe médica que me atendeu com doutor Cesar Conte e James Câmara, e que médico que diz para “engordar uns dez quilos”, desculpa, eu não considero confiável, porque mesmo engordar em demasia é uma agressão ao nosso organismo, e falo isso com a experiência de quem viu o ponteiro da balança saltar para quase 170 quilos, e nem foi para conseguir uma cirurgia. E meu médico, dr. Cesar, foi como sempre, um grande profissional, sempre me orientando desde os 120 quilos que fui na primeira consulta até os 166,5 que operei. E só posso agradecer a ele por agora “ter pescoço” (risos) e apesar do meu IMC atualmente ser 41 (ainda obesidade mórbida), tenho outra vida!

Ah, e só um aviso: médico que cobra para passar paciente na fila do SUS está lesando paciente duas vezes e pode ser denunciado por isso.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)