Cassilândia, Sábado, 21 de Julho de 2018

Últimas Notícias

09/07/2004 17:57

Energia alternativa pode abastecer 20% do Estado em 2006

Marina Miranda e Sandra Luz / Campo Grande News

O Programa de Inserção de Energia Renovável pode abastecer 20% de energia de Mato Grosso do Sul e gerar até 2006 no Brasil 3,3 mil megawats/hora. A informação é do representante do Sindálcool (Sindicato das Destilarias de Açúcar e Álcool), João Pedro Cuti Dias, que está na Seprotur (Secretaria Estadual de Produção e Turismo), onde acontece reunião entre os representantes da Anel (Agência Nacional de Energia Elétrica), da secretaria, do ministério das Minas e Energia e da Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços públicos) para detalhar o sistema.
Segundo Dias, o interesse maior de Mato Grosso do Sul no programa é em relação as PCHs (pequenas Centrais Hidrelétricas) e a energia renovável obtida através de resíduos, a biomassa, que no Estado é gerada através da produção de álcool proveniente do bagaço da cana. “Em Mato Grosso do Sul são três milhões de toneladas de bagaço por safra, o que significa nove milhões de toneladas de cana. Com esse montante é possível gerar 120 megawats hora, 20% do consumo de energia do Estado”, explica. Conforme Dias, essa energia é obtida em época se seca, quando as hidrelétricas apresentam mais problemas em manter reserva de água. “Em 2001, o apagão aconteceu por falta de reserva de água”, lembra. O programa pode gerar 72 megawats/hora através das PCHs e 42 megawats/hora das térmicas.
O programa visa gerar 3,3 mil megawats/hora no Brasil e é dividido em três partes iguais para os meios de geração renováveis, sendo 1,1 mil MW/H para eólica, 1,1 mil MW/H biomassa e 1,1 mil MW/H para as PCHs. “A Eletrobrás compra a energia das empresas geradoras e garante a compra por 20 anos, além de ter linha específica para geração de energia através do BNDES (Banco Nacional Desenvolvimento Econômico e Social)”, explica o representante do ministério Carlos Henrique Carvalho. O investimento total será de 8,6 bilhões. E o programa deve entrar em operação a partir de 2006.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 21 de Julho de 2018
Sexta, 20 de Julho de 2018
09:00
Santo do dia
Quinta, 19 de Julho de 2018
19:07
Cassilândia
16:09
Cassilândia
14:00
Artigo
09:00
Santo do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)