Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

09/07/2004 17:57

Energia alternativa pode abastecer 20% do Estado em 2006

Marina Miranda e Sandra Luz / Campo Grande News

O Programa de Inserção de Energia Renovável pode abastecer 20% de energia de Mato Grosso do Sul e gerar até 2006 no Brasil 3,3 mil megawats/hora. A informação é do representante do Sindálcool (Sindicato das Destilarias de Açúcar e Álcool), João Pedro Cuti Dias, que está na Seprotur (Secretaria Estadual de Produção e Turismo), onde acontece reunião entre os representantes da Anel (Agência Nacional de Energia Elétrica), da secretaria, do ministério das Minas e Energia e da Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços públicos) para detalhar o sistema.
Segundo Dias, o interesse maior de Mato Grosso do Sul no programa é em relação as PCHs (pequenas Centrais Hidrelétricas) e a energia renovável obtida através de resíduos, a biomassa, que no Estado é gerada através da produção de álcool proveniente do bagaço da cana. “Em Mato Grosso do Sul são três milhões de toneladas de bagaço por safra, o que significa nove milhões de toneladas de cana. Com esse montante é possível gerar 120 megawats hora, 20% do consumo de energia do Estado”, explica. Conforme Dias, essa energia é obtida em época se seca, quando as hidrelétricas apresentam mais problemas em manter reserva de água. “Em 2001, o apagão aconteceu por falta de reserva de água”, lembra. O programa pode gerar 72 megawats/hora através das PCHs e 42 megawats/hora das térmicas.
O programa visa gerar 3,3 mil megawats/hora no Brasil e é dividido em três partes iguais para os meios de geração renováveis, sendo 1,1 mil MW/H para eólica, 1,1 mil MW/H biomassa e 1,1 mil MW/H para as PCHs. “A Eletrobrás compra a energia das empresas geradoras e garante a compra por 20 anos, além de ter linha específica para geração de energia através do BNDES (Banco Nacional Desenvolvimento Econômico e Social)”, explica o representante do ministério Carlos Henrique Carvalho. O investimento total será de 8,6 bilhões. E o programa deve entrar em operação a partir de 2006.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)