Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/11/2008 07:58

Enem demonstra que piorou ensino no Estado

Jaqueline Lopes - Midiamax

O resultado do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) deste ano demonstra que piorou a qualidade do ensino em Mato Grosso do Sul. Por outro lado, houve uma melhora na redação tanto das escolas públicas como na das particulares, segundo o INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira), órgão do Ministério da Educação.

Em Mato Grosso do Sul a nota dos alunos da rede pública foi de 36,08 e a privada 50,78, em escala que vai de zero a cem. Com média 43,4, o Estado ficou cinco pontos abaixo da média do ano passado, que foi de 48,42, e menor que a média nacional deste ano que foi 46,6 (37,27 na rede pública e 56,12 da particular).

O Rio Grande do Sul teve a melhor nota do Enem: 42,12 na rede pública e 56,42 na rede privada.

Já na prova de redação houve uma melhora no desempenho dos alunos se comparado com o ano de 2007. Este ano, os estudantes da escola pública tiveram 57,46 e os da rede particular 64,04.

No Enem 2007 a redação dos estudantes das escolas públicas teve nota 56,31 e das escolas particulares 62,10. As notas prova objetiva, por sua vez, foi de 46,86 das escolas públicas e 61,97 no ensino privado.

Já a região Sul teve desempenho médio de 48,5, o melhor do País. O resultado demonstra que os alunos sequer conseguiram terminar a metade da prova com acertos. Mato Grosso do Sul ficou na 11ª colocação no ranking dos Estados Brasileiros.

Nacional

Enquanto a média nacional do Enem, neste ano, ficou em 46,6, no ano passado registrou 51,52 e foi bem maior do que em 2006, quando a nota média foi de 36,90.

Na região Centro-Oeste a melhor nota do Enem este ano foi do Distrito Federal – 41,11 na prova objetiva e 61,90 na redação.

Minas Gerais garimpou a melhor nota no Sudeste com 39,61 nas provas objetivas e 60,12 na redação.

A alta taxa de desigualdade social, marca forte das regiões Norte e Nordeste podem ser identificadas no desempenho dos alunos do Ensino Médio destas localidades.

A melhor nota do Norte foi de Rondônia (35,2 – 48,7). A pior ficou com Alagoas (32,5 e 48,0).

Já o Nordeste registrou o nível mais baixo. A melhor nota da escola pública foi a do Rio Grande do Norte com 33,78. A da rede privada ficou para Bahia com 55,34.

Alagoas teve o menor desempenho. 31,7 foi a nota da prova dos alunos da rede pública. A rede privada do estado também aparece como o pior.

Paradoxo

Na média nacional brasileira, um paradoxo. As melhores notas do Enem ficam com os alunos da rede pública.

Ainda conforme o Inep, enquanto o grupo de alunos concluintes da rede privada que fez a prova do Enem 2008 não chega a 200 mil (191.617), o número de concluintes da rede pública beira 1 milhão (922.284).

Se for levado em consideração todos os concluintes da rede pública, o grupo de alunos com melhor desempenho, em número igual ao de estudantes da rede privada, observa-se que os alunos que concluem o ensino médio na rede pública se saem melhor. A média geral desse grupo, somando a parte objetiva da prova e a redação, é igual a 62,53, contra os 60,73 pontos alcançados pelo total de alunos da rede privada.

Na redação, a média do grupo de concluintes de escolas públicas é 5,7 pontos maior que a do total de concluintes de escolas particulares: 71,05 vs 65,35. Na parte objetiva da prova, a média dos concluintes na rede privada é 2,11 pontos maior.

Pífio

Segundo o Inep, a média total do Enem 2008 na parte objetiva da prova, considerando tanto alunos já egressos do ensino médio quanto concluintes em 2008, foi 41,69. Alunos que finalizaram os estudos na educação básica em anos anteriores obtiveram média de 42,49, enquanto os concluintes em 2008 alcançaram 40,54.

Mais uma vez o ensino público demonstra ineficácia. Considerando apenas os participantes que concluíram a escolarização básica em 2008, alunos que estudaram em escola pública obtiveram média de 37,27 nas questões objetivas da prova, enquanto os da rede privada alcançaram 56,12.

Na redação, a média total é 59,35. Como ocorre na parte objetiva, os egressos do ensino médio também tiram nota maior que a dos concluintes na redação. 59,97 para os que estão concluindo o Ensino Médio e 58,60 para os que já terminaram e fizeram o Enem.

Entre os que estão terminando os estudos em 2008, alunos de escola pública obtiveram 57,26 na redação, enquanto os da rede privada alcançaram a nota 65,35.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)