Cassilândia, Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

13/07/2006 10:32

Encontrado vestígios de civilização de 4 mil anos em MT

24horasnews

A Coordenação da Associação de Defesa do Rio Coxipó (ADERCP) descobriu nesta quarta-feira (12) pinturas rupestres (inscrições feitas em rochas) que remontam quatro mil anos de uma civilização que habitou na região onde hoje está localizado o Terminal Turístico de Salgadeira, em Cuiabá (a 35 km do centro da cidade). As pinturas foram descobertas em um paredão. Acredita-se que seja ali onde a civilização habitava.

O presidente da ADERCO, Luis Carlos Bazan, informou que os trabalhos estão sendo feitos pelos pesquisadores Santiago Prata e Roberto Araújo de Oliveira, da Serra Diamantina, e Magno de Araújo, artista plástico da cidade de Bonito (MS). A próxima etapa será a seleção das imagens para pesquisas e depois a sua catalogação. Toda equipe vai ficar na Salgadeira e fazer estudos, que levem à localização da era certa em que essa civilização viveu na região.

Formada por uma queda do rio Salgadeira, o Complexo Salgadeira é um dos pontos turísticos mais visitados na Baixada Cuiabana. Ele situa-se fora do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, num enclave administrado pela Prefeitura Municipal. É a mais visitada por estar ao lado da rodovia MT-251 (entre Cuiabá e a cidade de Chapada dos Guimarães) e não cobrar ingresso. Está dentro de uma mata ciliar, com rica flora e uma pequena trilha de fácil acesso. Na área há um restaurante, com estacionamento.

Durante os finais de semana cerca de 2 mil pessoas visitam o terminal da Salgadeira. Ambientalistas criticam os impactos e agressões ao ecosistema da região, já coberta de erosão e assoreamento dos próprios córregos. Agressões tamanhas que o próprio córrego, que nasce nos paredões das escarpas de Chapada dos Guimarães e é um dos afluentes do rio Claro, que deságua no rio Coxipó, já foi desviado. No local falta de controle de visitantes.

O córrego da Salgadeira é tido como um dos antigos caminhos dos viajantes tropeiros. Estes lá paravam para charquear carne, ou seja, salgá-la e secá-la ao sol. Daí advém uma das explicações do nome do local. Próximos à bela cachoeira, existem hoje o "Terminal Social Turístico", inúmeros restaurantes, vestiários, quadras e estacionamento para ônibus.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 25 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
07:30
Loterias
Sexta, 24 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)