Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/07/2006 10:32

Encontrado vestígios de civilização de 4 mil anos em MT

24horasnews

A Coordenação da Associação de Defesa do Rio Coxipó (ADERCP) descobriu nesta quarta-feira (12) pinturas rupestres (inscrições feitas em rochas) que remontam quatro mil anos de uma civilização que habitou na região onde hoje está localizado o Terminal Turístico de Salgadeira, em Cuiabá (a 35 km do centro da cidade). As pinturas foram descobertas em um paredão. Acredita-se que seja ali onde a civilização habitava.

O presidente da ADERCO, Luis Carlos Bazan, informou que os trabalhos estão sendo feitos pelos pesquisadores Santiago Prata e Roberto Araújo de Oliveira, da Serra Diamantina, e Magno de Araújo, artista plástico da cidade de Bonito (MS). A próxima etapa será a seleção das imagens para pesquisas e depois a sua catalogação. Toda equipe vai ficar na Salgadeira e fazer estudos, que levem à localização da era certa em que essa civilização viveu na região.

Formada por uma queda do rio Salgadeira, o Complexo Salgadeira é um dos pontos turísticos mais visitados na Baixada Cuiabana. Ele situa-se fora do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, num enclave administrado pela Prefeitura Municipal. É a mais visitada por estar ao lado da rodovia MT-251 (entre Cuiabá e a cidade de Chapada dos Guimarães) e não cobrar ingresso. Está dentro de uma mata ciliar, com rica flora e uma pequena trilha de fácil acesso. Na área há um restaurante, com estacionamento.

Durante os finais de semana cerca de 2 mil pessoas visitam o terminal da Salgadeira. Ambientalistas criticam os impactos e agressões ao ecosistema da região, já coberta de erosão e assoreamento dos próprios córregos. Agressões tamanhas que o próprio córrego, que nasce nos paredões das escarpas de Chapada dos Guimarães e é um dos afluentes do rio Claro, que deságua no rio Coxipó, já foi desviado. No local falta de controle de visitantes.

O córrego da Salgadeira é tido como um dos antigos caminhos dos viajantes tropeiros. Estes lá paravam para charquear carne, ou seja, salgá-la e secá-la ao sol. Daí advém uma das explicações do nome do local. Próximos à bela cachoeira, existem hoje o "Terminal Social Turístico", inúmeros restaurantes, vestiários, quadras e estacionamento para ônibus.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)