Cassilândia, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

01/03/2007 17:37

Empresas concessionárias devem transportar gratuitamente

TJ/MS

A Quarta Turma Cível do Tribunal de Justiça , em julgamento do Reexame de sentença nº 2007.0013558, na Ação Ordinária de obrigação de fazer ajuizada por ESS, contra a Agência Municipal de Transporte e Trânsito de Campo Grande – AGETRAN, manteve a sentença proferida pelo magistrado de instância singela .

ESS, portadora de transtorno depressivo recorrente e doença mental crônica incapacitante, pleiteou junto a AGETRAN uma carteira de isenção tarifária com direito a ela e também a um acompanhante para que o seu tratamento, que necessita ser realizado, continuamente no setor de psiquiatria da Santa Casa de Campo Grande, não fosse paralisado.

A AGETRAN negou a concessão do benéfico a requerente com amparo no Decreto-Lei nº 7794, de 26 de janeiro de 1999, que regulamentou o passe gratuito aos portadores de deficiência física, auditiva, visual, mental e múltipla no Transporte Coletivo de Campo Grande/MS, mais precisamente em seu artigo 4º: “(...) funcionamento inferior à média originado no período de desenvolvimento, caracterizado por inabilidade de aprendizagem e socialização”, assim, o Órgão entendeu que com essa definição, não foi possível caracterizar a deficiência apresentada pela requerente como gravíssima.

O magistrado quando prolatou a sentença acolheu parcialmente a pretensão da autora, qual seja, a de conferir-lhe à carteira de isenção tarifária, mas negar quanto a concessão ao acompanhante.

O Desembargador Rêmolo Letteriello entendeu que os documentos apresentados pela requerente, elaborados por profissional tecnicamente capacitado para aferir a patologia apresentada, tornou-se irrefragável a condição da autora e, para balizar seu raciocínio, fez uso do artigo 196 da Constituição Federal de 1988, que assim dispõe: “A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário ás ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação”.

Asseverou ainda: “é manifesta a imprescritibilidade de que seja destinada à autora à carteira de isenção tarifária, pois adviria da imposição de óbice a tal concessão uma grave violação à norma contida no artigo 196 da Constituição Federal de 1988, que garante a todos os administrados o direito à saúde. Quanto ao pedido em relação a concessão da carteira de isenção tarifária a um acompanhante, a autora não demonstrou o preenchimento dos requisitos exigidos pelo parágrafo único do artigo 1º do Decreto Municipal nº 7794/99”.

Portanto, as empresas concessionárias e permissionárias de transportes coletivos urbanos, ficam obrigadas a permitir a entrada de idosos acima de 65 (sessenta e cinco) anos, desde que, desempregados ou aposentados ou em gozo de licença para tratamento de saúde e os deficientes físicos, auditivos, visuais, mentais e múltiplos, sem pagar as passagens, conforme artigo 1º da Lei Municipal nº 3.649/99.

A decisão não é definitiva, pois cabe recurso à instância superior.

Autoria do Texto:Secretaria de Comunicação Social

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 22 de Novembro de 2017
Terça, 21 de Novembro de 2017
Segunda, 20 de Novembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)