Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/05/2005 15:36

Empresas aceitam trocar índice de reajuste da tarifa

Alana Gandra / ABr

As distribuidoras de energia esperam apenas uma manifestação formal do governo para iniciarem a negociação sobre troca do indexador para reajuste das contas de luz. "Se o governo chegar a propor, nós vamos sentar para discutir, até para ver qual é a proposta para eventualmente alterar alguma coisa que está no fundamento do contrato", afirmou o presidente da Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica (ABRADEE), Luís Carlos Guimarães.

Atualmente, as tarifas de energia são reajustadas pelo Índice Geral de Preços do Mercado(IGP-M). Mas o governo federal já manifestou interesse em substituir o IGP-M, pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo(IPCA).

Luiz Carlos Guimarães frisou que como se trata de uma negociação, o setor quer ver como ela vai se processar. Frisou, entretanto, que "em tese, a troca simples de indicador não será feita jamais pelas distribuidoras, até porque entendemos que a empresa, quando fez a oferta e assinou o contrato, ela levou em conta nos seus cálculos o indicador IGP-M. Qualquer alteração contratual terá que ser reexaminada profundamente pela própria empresa".

O Presidente da Abradee analisou que uma possível alteração de índices de reajuste envolverá inclusive uma compensação para as empresas. "Esse é nosso entendimento". Disse que a compensação pode ser feita de várias maneiras, como por exemplo, através da "consolidação de alguma coisa em termos de contratos", ou "estabilização maior do negócio". Ressaltou a necessidade de se ouvir primeiro o governo, tendo em vista que o pleito não é das empresas. As companhias não estão se queixando dos contratos, avaliou.

Reconheceu que o indicador que reajusta monetariamente o valor da tarifa é algo da maior importância para quem está no negócio. "Então, é a última coisa que nós gostaríamos de ver modificado. Não tenha dúvida. Mas, não podemos ser também resistentes ao ponto de não sentar para discutir e ver se há uma negociação a ser feita. Se há essa sinalização, esse pleito, pode contar conosco. Tenho certeza que seremos bons ouvidos".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)