Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/07/2004 10:40

Empresários tentam solucionar impasse comercial

Daniel Lima/ABr

Empresários brasileiros e argentinos se reúnem hoje, em Buenos Aires, Argentina, para tentar por fim ao impasse comercial entre os dois países. Amanhã (15), o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Márcio Fortes, vai se encontrar com seu colega argentino Alberto Dumont, desta feita para os entendimentos em nível governamental. Fortes é o coordenador brasileiro do grupo de monitoramento do Mercosul.

Na semana que vem, o ministro Luiz Fernando Furlan deverá se encontrar com o ministro da Economia, Roberto Lavagna, também em Buenos Aires, para discutir desenvolvimento e política industrial, segundo informou a assessoria do ministro brasileiro.

Desde a semana passada o governo argentino impôs restrições à importação de eletrodomésticos brasileiros da linha branca (fogões, geladeiras e máquinas de lavar). Além disso, taxou em 21% os aparelhos de televisão produzidos na Zona Franca de Manaus e importados pelo país vizinho e ameaçaram limitar o tráfego de caminhões brasileiros em solo argentino com destino ao Chile, pela rodovia que tem a melhor condição de acesso.

A Argentina, que se recupera de uma profunda crise econômica, teme uma “enxurrada” de produtos brasileiros no país, com o aumento do poder de compra da população e, por isso, estabeleceu a licença não-automática para a entrada de mercadorias. Espera-se, porém, que tudo seja resolvido pelo diálogo, como ocorreu no setor de têxteis. No ano passado, idêntido problema foi registrado com o setor, quando empresários brasileiros por pouco não foram obrigados a pedir licença para exportar.

“Foi uma situação similar. Baixou-se uma resolução parecida e que não entrou em vigor imediatamente. À medida que foram feitas negociações excluíram-se os itens dos anexos que foram objeto do acordo e progressivamente tudo foi acordado”, comentou na semana passada Márcio Fortes.

Atualmente, a Argentina é o nosso segundo parceiro comercial. A corrente de comércio nos cinco primeiros meses do ano ficou em aproximadamente US$ 1 bilhão. O Brasil levou vantagem de US$ 196 milhões, exportando US$ 615 milhões e comprando dos argentinos US$ 419 milhões.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)