Cassilândia, Quinta-feira, 27 de Julho de 2017

Últimas Notícias

20/11/2005 08:36

Empresários brasileiros desembarcam hoje na Argélia

Mylena Fiori/ABr

Cerca de 50 empresários brasileiros desembarcam hoje (20) na Argélia, onde permanecem até terça-feira (22) em busca de novas oportunidades de negócios e investimentos. Organizada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e liderada pelo ministro Luiz Fernando Furlan, a missão comercial tem como objetivo equilibrar a balança comercial entre os dois paises.

Desde 1989, o Brasil compra mais da Argélia do que vende. Em 2004, o déficit (saldo negativo) brasileiro foi de US$ 1,5 bilhão. De janeiro a outubro deste ano, as exportações para aquele país somaram U$$ 339,99 milhões, contra importações de US$ 2,339 bilhões – um saldo negativo de US$ 2 bilhões, o segundo maior da balança comercial brasileira, atrás somente da Nigéria.

Dados do ministério revelam que hoje três produtos concentram 58% das vendas brasileiras para a Argélia: açúcar, carne bovina congelada e óleo de soja. A pauta de importações é ainda mais restrita – basicamente petróleo, responsável 83% das compras brasileiras, e nafta para petroquímica (15%).

A Argélia é o país árabe que mais exporta para o Brasil e ocupa o 9º lugar no ranking de fornecedores de mercadorias para o Brasil. Na escala de compradores de produtos brasileiros, porém, aparece em 45º lugar. A estratégia do Ministério do Desenvolvimento para reequilibrar o intercâmbio dos dois países, é diversificar a pauta de exportações.

Além de alimentos (açúcar, carne, biscoitos, chocolates, sucos), integram a lista com potencial para inserção no mercado argelino produtos farmacêuticos (especialmente medicamentos genéricos), equipamentos médico-odontológicos e hospitalares, móveis, papel, autopeças e veículos automotores, eletrodomésticos, aço, material de construção e equipamentos para obras públicas, tecidos e calçados.

No setor de serviços, a engenharia é a principal aposta – o país acaba de lançar seu Plano Qüinqüenal de Apoio ao Crescimento Econômico (2005-2009), que prevê investimentos de US$ 55 bilhões em projetos de infra-estrutura abertos à participação de empresas estrangeiras.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 26 de Julho de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 25 de Julho de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)