Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/11/2005 08:36

Empresários brasileiros desembarcam hoje na Argélia

Mylena Fiori/ABr

Cerca de 50 empresários brasileiros desembarcam hoje (20) na Argélia, onde permanecem até terça-feira (22) em busca de novas oportunidades de negócios e investimentos. Organizada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e liderada pelo ministro Luiz Fernando Furlan, a missão comercial tem como objetivo equilibrar a balança comercial entre os dois paises.

Desde 1989, o Brasil compra mais da Argélia do que vende. Em 2004, o déficit (saldo negativo) brasileiro foi de US$ 1,5 bilhão. De janeiro a outubro deste ano, as exportações para aquele país somaram U$$ 339,99 milhões, contra importações de US$ 2,339 bilhões – um saldo negativo de US$ 2 bilhões, o segundo maior da balança comercial brasileira, atrás somente da Nigéria.

Dados do ministério revelam que hoje três produtos concentram 58% das vendas brasileiras para a Argélia: açúcar, carne bovina congelada e óleo de soja. A pauta de importações é ainda mais restrita – basicamente petróleo, responsável 83% das compras brasileiras, e nafta para petroquímica (15%).

A Argélia é o país árabe que mais exporta para o Brasil e ocupa o 9º lugar no ranking de fornecedores de mercadorias para o Brasil. Na escala de compradores de produtos brasileiros, porém, aparece em 45º lugar. A estratégia do Ministério do Desenvolvimento para reequilibrar o intercâmbio dos dois países, é diversificar a pauta de exportações.

Além de alimentos (açúcar, carne, biscoitos, chocolates, sucos), integram a lista com potencial para inserção no mercado argelino produtos farmacêuticos (especialmente medicamentos genéricos), equipamentos médico-odontológicos e hospitalares, móveis, papel, autopeças e veículos automotores, eletrodomésticos, aço, material de construção e equipamentos para obras públicas, tecidos e calçados.

No setor de serviços, a engenharia é a principal aposta – o país acaba de lançar seu Plano Qüinqüenal de Apoio ao Crescimento Econômico (2005-2009), que prevê investimentos de US$ 55 bilhões em projetos de infra-estrutura abertos à participação de empresas estrangeiras.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)