Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/07/2005 10:08

Empresário mostra o ‘caminho das pedras’ para dekassegui

Contexto Assessoria

O empresário Álvaro Oshiro, proprietário da Maruzem – Agentes de Limpeza e Conservação, em Campo Grande, está mostrando o ‘caminho das pedras’ para todos os dekasseguis do Estado que pretendem obter sucesso como empreendedores.

Álvaro passou 14 anos trabalhando no Japão, e acumulando uma poupança para investir em um negócio próprio quando chegasse no Brasil. Paulista, da cidade de Araçatuba, pesquisava na Internet durante todo o tempo em que esteve fora do Brasil, informações sobre o contexto sócio-econômico do País, sobre as potencialidades de negócios em vários estados e também sobre as entidades que poderiam orientá-lo na concretização do sonho.

O dekassegui retornou para o Brasil em abril do ano passado, e com familiares em Campo Grande e ciente das possibilidades que a capital de Mato Grosso do Sul oferece optou pela cidade. Menos de um mês após sua chegada procurou o Sebrae, entidade que já conhecia através da Internet, em busca do apoio para abrir seu empreendimento.

Na preparação para criar sua empresa participou de diversas capacitações, entre elas, o Programa de Desenvolvimento de Empreendedores (Empretec), que estimula e desenvolve as características individuais do empreendedor, de maneira a aumentar sua competitividade no mercado, e o Nascer Bem, que mostra todos os passos que o candidato a empresário deve seguir na escolha da atividade em que vai atuar, no planejamento do negócio e na regularização do empreendimento.

“No Japão sempre fui empregado durante esses 14 anos. Então quando cheguei no Brasil sabia que precisava me capacitar primeiro. Até para descobrir qual o meu perfil como empresário e em quais segmentos eu poderia obter sucesso, por isso eu procurei o Sebrae”, recorda, completando que ainda continua contando com o apoio da entidade, através do Projeto Nikkei Dekassegui, e ainda participando de diversos treinamentos, como o de Atendimento ao Cliente.

Em novembro do ano passado, através do Projeto Nikkei Dekassegui, Álvaro inscreveu sua empresa para participar do Projeto da Incubadora Tecnológica (Interp) da Universidade para o Desenvolvimento do Estado do Estado e Região do Pantanal (Uniderp). Enquanto aguardava a resposta, ganhou mais confiança e decidiu em março deste ano, abrir a Maruzem – Agentes de Limpeza e Conservação.

Obtendo resultados iniciais muito bons, no começo de junho obteve mais um incentivo. Sua inscrição fora aceita pela Interp, e no dia 7 de julho a Maruzem foi oficialmente incubada. Durante 24 meses a empresa receberá orientação nas áreas jurídica, de gestão e de pesquisa, entre outras. “Essa é uma grande oportunidade que eu não poderia deixar passar. Durante esse período estaremos recebendo todo essa orientação que somada ao conhecimento que já tenho será fundamental para o sucesso da empresa”, avaliou.

O coordenador estadual do Projeto Nikkei Dekassegui, Maki Lanzarini, ressaltou que o caso de sucesso de Álvaro é um exemplo a ser seguido por todos os dekasseguis quando retornam ao Brasil, e que demonstra claramente a necessidade de orientação empresarial que essas pessoas tem quando retornam ao Brasil para investirem o capital economizado no Japão.

Mais informações pelos telefones (67) 325-4113 e (67) 325-4119 ou pelo site do Sebrae no Mato Grosso do Sul: www.ms.sebrae.com.br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)