Cassilândia, Sábado, 26 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

04/09/2003 09:57

Empresário e sindicalista prevêem aumento dos tributos

Daniel Lima/Agência Brasil

O presidente da Associação Brasileira da Indústria Textil e de Confecção, Paulo Antônio Skaf, criticou a proposta de reforma tributária aprovada nesta madrugada, em primeiro turno, no plenário da Câmara dos Deputados. O relatório possibilita o crescimento da carga tributária, segundo Skaf, um dos integrantes do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social que está reunido neste momento no Palácio do Planalto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Outro integrante do Conselho que criticou o texto aprovado é o presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho: "Nós achamos lamentável, porque nada do que sugerimos ao relator e ao presidente da Câmara foi aceito". Paulinho informou ter proposto a redução da tabela do Imposto de Renda e da guerra fiscal entre os Estados. "Mas parece que a guerra fiscal vai permanecer por mais oito ou dez anos", lamentou. O presidente da Força Sindical também disse acreditar que os empregos continuarão migrando de um estado para outro e isso só vai depender do incentivo fiscal que cada governador der.

A desoneração completa da cesta básica e dos medicamentos é mais um ponto criticado por Paulo Pereira da Silva: "Continua tudo no mesmo. Nós vamos continuar pagando imposto sobre comida e remédio. Achamos que a carga tributária vai continuar aumentando e o problema da desoneração não foi resolvido. Isso só ajuda a União e os Estados".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 26 de Setembro de 2020
07:28
Cassilândia/São José do Rio Preto
Sexta, 25 de Setembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)