Cassilândia, Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020

Últimas Notícias

21/08/2020 14:00

Empaer apresenta alternativa para diversificar produção no período da seca

Utilização de irrigação de qualidade, proteção contra o sol com tela de sombreamento e cobertura de solo.

Governo de MT
Cobertura de solo, mais conhecida como “Mulching”, um filme plástico que protege o solo. - Foto por: Lucas Stevão | EmpaerCobertura de solo, mais conhecida como “Mulching”, um filme plástico que protege o solo. - Foto por: Lucas Stevão | Empaer

Com objetivo de mostrar tecnologias voltadas para os produtores rurais, está em funcionamento há mais de um ano, o Espaço da Família Rural, localizado no Parque de Exposições Jonas Pinheiro, em Cuiabá. A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), em parceria com Sindicato Rural construiu numa área de cinco mil metros quadrados 43 canteiros de 15 metros quadrados para produção de hortaliças, frutíferas, feijão, arroz, milho, mandioca, flores tropicais e outros. No período da seca estão utilizando irrigação e cobertura de solo para o cultivo.

O engenheiro agrônomo da Empaer, Lucas Stevão da Silva Freire, destaca que o Espaço da Família Rural é um local que visa atender os produtores rurais e demais visitantes com informações sobre demonstração de métodos e técnicas de cultivo, colheita, cuidados com o solo, meio ambiente, assistência técnica, extensão rural e outros. Ele explica que nesse período de estiagem é utilizado um sistema de irrigação de qualidade e proteção contra o sol com tela de sombreamento para alguns cultivos.

A intenção é mostrar como um sistema de cultivo pode melhorar as características químicas, físicas e biológicas do solo. Freire explica que uma das tecnologias adotadas é a cobertura de solo, mais conhecida como “Mulching”, um filme plástico que protege o solo e o sistema radicular das plantas. Este sistema é utilizado para fazer o revestimento da área de plantio e dos canteiros. “Essa é uma técnica que segura a umidade no solo e controla a infestação de ervas daninhas”, ressalta.

São apresentadas alternativas para diversificação da produção com potencial para gerar lucro e renda para os agricultores familiares. Lucas comenta que uma vez por semana é realizada a colheita de legumes e verduras. Atualmente estão colhendo alface, almeirão, cheiro verde e mandioca. Todos os produtos que estão no período de colheita são encaminhados para entidades filantrópicas, como por exemplo, para o Hospital do Câncer.

Devido a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), o Espaço da Agricultura Familiar está fechado para visitação. O local será permanente e haverá a renovação de novos plantios e cultivos com a finalidade em apoiar atividades didáticas e técnicas aos agricultores, professores, estudantes, pesquisadores, extensionistas e comunidade em geral. Na área, prestam assistência técnica o engenheiro agrônomo, Manoel Roque da Costa, a técnica em agropecuária, Gisele dos Reis Muniz, a nutricionista, Gislaine Ribeiro da Silva e a pesquisadora Dolorice Moreti.

De acordo com Lucas, os produtores interessados nas tecnologias aplicadas na área podem entrar em contato com os técnicos nos escritórios da Empaer mais próximos do seu município. Na região de Cuiabá, que atende produtores do Vale do Rio Cuiabá pode ligar para (65) 3648 9286 – 3648 9282 e também pelos e-mails:varzeagrande@empaer,mt.gov.br, cuiaba@empaer.mt.gov.br .“Nesse período de pandemia não estamos realizando o atendimento presencial, somente orientando e prestando assistência técnica de forma digital ou pelo telefone”, esclarece Freire.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 21 de Outubro de 2020
Terça, 20 de Outubro de 2020
Segunda, 19 de Outubro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)