Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

26/06/2013 15:13

Em um mês, os cartórios de Campo Grande fizeram 16 casamentos gays

Nadyenka Castro, Campo Grande News

Levantamento da Arpen-Brasil (Associação Nacional de Pessoas Naturais), entidade representativa dos Cartórios de Registro Civil, aponta que no último mês, cartórios de Campo Grande fizeram 16 casamentos gays.

A Associação contabilizou dados de 12 capitais do País e Campo Grande fica em oitavo no ranking das que mais oficializaram relações homossexuais entre 16 de maio e 16 de junho.

São Paulo fez casamentos gay; Goiânia 22;, Curitiba, Fortaleza e Rio de Janeiro 18; Belo Horizonte e Salvador 17; Campo Grande, 16, Porto Alegre 15; Brasília 14; Belém 10 e Florianópolis, sete.

De acordo com o CNJ (Conselho Nacional de Justiça), o período da coleta de dados corresponde ao primeiro mês em vigor da resolução que disciplinou a realização do casamento gay no País.

Para o conselheiro Guilherme Calmon, do Conselho Nacional de Justiça, os números da Arpen-Brasil comprovam que havia uma demanda na sociedade que está sendo satisfeita por meio da Resolução 175 do Conselho.

“Os números comprovam a conveniência e a oportunidade da edição da resolução”, afirmou o conselheiro, lembrando que antes da decisão do CNJ alguns estados não celebravam uniões homoafetivas por falta de norma específica . “Isso demonstra que o CNJ reagiu de modo ágil, porque havia demanda, e a tendência é esse número aumentar” .

Essa também é a opinião do presidente da Arpen-Brasil, Ricardo Augusto de Leão. “A procura por essas celebrações vem crescendo na medida em que as pessoas vão vendo seus direitos serem garantidos e respeitados pela sociedade”, disse.

Ainda de acordo com o levantamento, Manaus e Vitória realizaram quatro celebrações; Boa Vista, três; Cuiabá e Recife duas e Porto Velho uma celebração. Palmas, Rio Branco, Maceió e Macapá não realizaram nenhuma casamento gay no período pesquisado.

Nesse primeiro levantamento, segundo a Arpen, não foi possível realizar a pesquisa em Natal, Teresina, São Luís, João Pessoa e Aracaju.

No Estado- Em abril deste ano, antes da resolução do CNJ, o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) autorizou a conversão de uniões estáveis de pessoas do mesmo sexo em casamento, equiparando ao que já era previsto na legislação.

Conforme o provimento n° 80, a conversão pode ser pedida pelos companheiros diretamente ao juiz sem a necessidade reconhecimento de união estável.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)