Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/03/2007 19:37

Em silêncio, Zeca viaja para encontro com Lula

Humberto Marques - Campo Grande News

Ainda não foi desta vez que o ex-governador Zeca do PT quebrou seu silêncio, depois de passar o bastão da administração sul-mato-grossense para André Puccinelli (PMDB). Nesta sexta-feira (16 de março), sem dar brechas para aproximações, Zeca rapidamente cruzou o saguão do Aeroporto Internacional de Campo Grande, rumo à área de embarque – o ckeck in já tinha sido feito por outra pessoa. Sua única fala, ao ser abordado pela reportagem do Campo Grande News, repetiu o discurso usado nas raras ocasiões em que foi visto em público: “não vou falar, não tenho nada para falar com vocês”.

Acompanhado da esposa (a ex-primeira-dama do Estado, Gilda Maria Gomes dos Santos) Zeca embarcou rumo a Brasília, onde tem um encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante o final de semana. E, na segunda-feira (19), o ex-governador deve ser um dos convidados do ex-ministro José Dirceu para sua festa de aniversário, em São Paulo/SP. A agenda foi resguardada pelos assessores mais próximos de Zeca, que não confirmaram os compromissos.

Durante o breve momento em que permaneceu no aeroporto, Zeca e sua esposa se comportaram como “parte da multidão”: tomaram café e comeram na lanchonete da área de embarque, sem procurar contato com outros passageiros. Usando um blazer azul, calça jeans e camisa, e com uma maleta preta nas mãos, além de usar o cavanhaque que se tornou marca registrada nos últimos anos de sua gestão, o ex-chefe do Executivo estadual ainda lembrava a figura que permaneceu oito anos à frente do governo.

Por esse motivo, a presença de Zeca não passou despercebida pelos presentes: ao avistá-lo, um pequeno grupo acenava para o ex-governador. Entre eles, uma mulher o “provocou” com palavrões. A impressão é de que Zeca fez ouvidos moucos às agressões – enquanto um funcionário do ex-governador prometia “o retorno” em 2008 e 2010 (respectivamente as eleições para prefeitura da Capital e governo do Estado).

Embora sejam poucas as notícais sobre aparições públicas de Zeca, sua presença no aeroporto não seria uma novidade nos últimos meses. A reportagem apurou junto a pessoas que trabalham na unidade aeroportuária que, até com certa freqüência, o ex-governador tem comparecido ao local.

Silêncio – Desde que deixou o governo do Estado, Zeca tem visto sua administração receber críticas do sucessor. As primeiras ações de Puccinelli à frente do governo têm mirado nos oito anos da gestão petista em Mato Grosso do Sul, com críticas a pagamentos, falta de recursos em caixa, bloqueio das contas públicas e realização de auditorias em empresas públicas (Sanesul, Agência Estadual de Imprensa Oficial e Fundação Rádio e TV Educativa).

Em um primeiro momento, Zeca defendeu a efetuação dos pagamentos em dezembro – que teriam sido feitos em detrimento do pagamento da folha do funcionalismo, que só foi quitada devido a uma operação com o Banco do Brasil e quitada no início de fevereiro – alegando que os compromissos não seriam cumpridos com a transição do governo. Porém, quanto as demais argumentações apresentadas por Puccinelli, Zeca faz silêncio.

Paralelamente, o ex-governador é alvo de comentários quanto ao seu futuro. Depois de “nomeado” cônsul em países como o Paraguai e o Uruguai e citado para ocupar cargos no primeiro escalão do governo Lula, os últimos comentários colocavam o ex-bancário Zeca em alguma diretoria do Banco do Brasil.

Ao término de sua gestão, Zeca chegou a anunciar o interesse em criar uma fundação voltada para a integração da América Latina. Mas, assim como outras questões envolvendo o nome do ex-governador, o futuro deste projeto também não tem respostas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)