Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/09/2015 08:18

Em nota, João Grandão se declara inocente e vai recorrer da decisão do TRF

Flávio Paes, Campo Grande News

Em nota , o deputado João Grandão( (PT-MS) diz que recebeu com “serenidade “ a decisão da 3ª Turma do TRF1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região, com sede em Brasília) que o condenou a 11 anos e dez meses de prisão. Ele se declara inocente e vai recorrer da sentença, em todas as instâncias cabíveis para “que novamente a verdade e a justiça prevaleçam”..

O deputado sustenta que não houve consenso no colegiado do TRF e lembrou que foi absolvido das acusações na decisão de 1ª instância. " No dia 9 de maio de 2014 a Justiça Federal da 7ª Vara da Seção Judiciária julgou improcedente a referida ação, me absolvendo e solicitando o arquivamento do processo”.

Na sentença, segundo o parlamentar o juiz federal Paulo Cézar Alves Sodré,destacou que “ não há sequer de se cogitar da ocorrência de crime, por ausência absoluta da prova da materialidade do crime, motivo pelo qual há o réu de ser absolvido, nos termos do art. 386, inciso VII do Código de Processo Penal”.

O caso envolvendo o deputado começou em 2006, quando da realização da Operação Sanguessuga. De acordo com a denúncia feita pelo MPF (Ministério Público Federal), Grandão estaria envolvido em esquema fraudulento para aquisição de ambulâncias e veículos de transporte escolar, entre outros, com recursos do Fundo Nacional de Saúde.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)