Cassilândia, Quinta-feira, 20 de Junho de 2019

Últimas Notícias

21/05/2019 13:00

Em MS, só 2% dos maiores infratores ambientais pagaram multas

Campo Grande News


Em Mato Grosso do Sul, nenhuma das multas de mais de R$ 5 milhões aplicadas pelo Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) foram pagas e só 2,3% das penalidades com valor de 1 a 5 milhões de reais viraram recursos para o órgão.

O levantamento feito pelo jornal O Globo no banco de dados público do Ibama aponta que a impunidade predomina entre os maiores infratores ambientais. Segundo o jornal carioca, em todo o País, quanto mais grave é a infração e maior o valor da multa aplicada pelos fiscais do Ibama , menor é o índice de pagamento por parte dos autuados.

Ainda conforme a análise, que considera todas as multas julgadas nos últimos dez anos, o Estado é o que tem o maior percentual de multas com valor de R$ 50 mil a R$ 100 mil pagas. Ainda assim, são só 20,50% das punições que realmente foram cumpridas.

Dentre os que foram multados em até R$ 1 milhão, 5,07% pagaram.

No Brasil - De acordo com o O Globo, o baixo retorno aos cofres públicos com as multas por irregularidades ambientais já havia sido diagnosticado pelo TCU (Tribunal de Contas da União) e a CGU (Controladoria-Geral da União) e pelo próprio Ibama, em seus relatórios de gestão.

O jornal traz o exemplo da tragédia em Mariana (MG), em 2015. Conforme a reportagem, o Ibama aplicou 16 multa, no valor total R$ 393,3 milhões, à Samarco por causa do rompimento de uma barragem de rejeitos de minério que matou 19 pessoas. Nenhuma foi paga até o fim de 2018.

Para a CGU, o sistema não é eficaz. “O atual modelo de processamento se mostrou ineficiente, com capacidade operacional deficiente no julgamento de autos acima de R$ 100 mil e nas decisões em segunda instância”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 20 de Junho de 2019
Quarta, 19 de Junho de 2019
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)