Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/12/2011 18:57

Em MS, mulher recorre à Justiça para mudar nome do filho

G1

A empregada doméstica Ana Cláudia Gomes de Morais entrou duas vezes na Justiça para ter o nome do filho escrito do jeito que ela queria. Segundo ela, houve um erro no cartório no momento do registro. O menino, hoje com 6 anos, acabou se chamando Cryphofer em vez de Crysthofer, como queriam os pais. A decisão em segunda instância foi dada no último dia 7 de dezembro, e ela diz que fará o novo documento após as festas de fim de ano.


Segundo Ana Cláudia, a decisão em primeira instância foi favorável à família, mas o juiz havia determinado que a grafia do nome fosse alterada para Christopher, com “ph” e sem o “y”, e por isso ela recorreu.


A mãe disse ao G1 que teve a ideia do nome ao assistir aos créditos de um programa de televisão. O erro aconteceu porque ela não conferiu direito o que a funcionária do cartório havia escrito na certidão. “Por causa da correria, não levei anotado o nome do jeito que queria. A mulher do cartório escreveu \'Cryphofer\' e me mostrou. Não prestei atenção e acabei confirmando que era daquele jeito o nome”, completou.


Ela diz ter notado o erro no mesmo dia, após sair do cartório. A família decidiu então chamar o menino pelo nome correto, sem considerar o erro do registro. Segundo ela não houve transtornos nos seis anos seguintes. Os problemas começaram quando Crysthofer entrou na escola e chegou ao primeiro ano, em 2011, e começou a aprender a escrever.


“A professora queria que ele escrevesse do jeito que estava no registro. Eu expliquei que pretendia entrar na Justiça e disse que ele tinha que aprender do jeito certo”, lembra Ana Cláudia. A professora concordou e o menino aprendeu a escrever o nome corretamente.


De acordo com a mãe, em 2011, ela procurou a Justiça Itinerante, onde foi orientada a ir até a Defensoria Pública. Com a ajuda de um defensor, conseguiu entrar com a ação para corrigir a certidão de nascimento. Após a ação e o recurso, Ana Cláudia comemora a mudança. “Foi um presentão de final de ano”.




Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)