Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/10/2016 09:01

Em MS, 1,8 milhão de eleitores vão às urnas escolher prefeitos e vereadores

Ricardo Campos Jr., Campo Grande News

A partir das 8h deste domingo (2), 1.875.869 eleitores em Mato Grosso do Sul irão às urnas para escolherem prefeitos e vereadores. O pleito se estende até as 17h, quando as seções serão fechadas para a contabilização dos votos e divulgação dos resultados pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

Em Mato Grosso do Sul, são 1.003 vagas e 7.388 se registraram para disputá-las. A maior seção eleitoral de Campo Grande é o Teotônio Vilela, que fica na Avenida Souza Lima, no bairro Universitário II, onde votam 6.956 eleitores.

É permitido levar a tradicional cola com os números dos candidatos. Também é autorizada a manifestação individual e silenciosa de apoio ao partido ou candidato de sua preferência, mas não pode utilizar vestuário padronizado, bandeiras, broches nem adesivos que caracterizem manifestação coletiva.

Na cabine de votação, é proibido levar celular, máquinas fotográficas, filmadoras, equipamento de radiocomunicação ou quaisquer instrumentos que possam comprometer o sigilo do voto. Esses aparelhos devem ficar retidos com o mesário enquanto o eleitor vota. Eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida podem contar com o auxílio de pessoa de sua confiança, ainda que não tenha feito o pedido antecipadamente.

Não é obrigatória a apresentação do título de eleitor. No entanto, o número deste documento é indispensável para o preenchimento da justificativa eleitoral.

Documentos para votar - É necessário, porém, levar um documento oficial com foto (carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação e no caso dos indígenas a Carteira de Identidade expedida pela FUNAI). Não será admitida a certidão de nascimento, certidão de casamento tampouco o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI).

Quem estiver fora da cidade onde vota deve justificar a ausência por meio de formulário disponível no site do órgão. Será preciso preencher um para cada turno. O documento pode ser entregue em qualquer seção eleitoral ou em até 60 dias após o pleito.

Nesse caso, é preciso ir ao cartório eleitoral levando documento que ateste o motivo da ausência. A assinatura só deve ser feita na entrega, na presença do mesário.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)