Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/09/2011 10:22

Em meio à alerta contra aftosa, governador cobra do Mapa verba para sanidade

Fabiano Arruda e Vinicius Squinelo, Campo Grande News

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou, na manhã desta terça-feira, que vai ao Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em Brasília (DF), ainda hoje, para tratar do assunto aftosa e tentar destravar os R$ 16 milhões que a pasta libera ao governo do Estado para sanidade animal.

Puccinelli comentou que, neste ano, a verba estava destinada para os três últimos meses.

Ele afirmou ainda que, ontem, enquanto cumpria agenda em Rio Brilhante, estabeleceu o primeiro contato com o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho.

O governador lembrou que em 2005 foram liberadas 1 milhão de doses de vacinas que foram aplicados em gados do território de Mato Grosso do Sul e no Paraguai.

“A aftosa não é um problema só do Paraguai. Caso seja possível e necessário, tanto a força pessoal quanto a material do Estado, vão estar disponível para a vacinação do gado paraguaio”, garantiu.

André também destacou que, desde a primeira notícia sobre aftosa em no país vizinho, que surgiu numa província a 200 km de MS, efetivos da Força Nacional, DOF (Departamento de Operação de Fronteira, policias militar e civil, foram reforçados na região de fronteira para proibir entrada e saída de gado do Paraguai no território sul-mato-grossense.

Ainda conforme o chefe do Executivo Estadual, até a operação Ágata 2, desencadeada pelas Forças Armadas no Estado, tem auxiliado na fiscalização do trânsito de animais na faixa fronteiriça com o Paraguai.

Puccinelli garantiu que, por hora, não há sanção à carne de Mato Grosso do Sul. Ele também relatou que tem conhecimento de que a carne paraguaia, até abatida, em frigorífico, retornou para a fazenda de onde saiu o gado.

A titular da Seprotur (Secretaria de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo), Tereza Cristina, já está em Brasília para reunião com o ministro da Agricultura.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)