Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

09/02/2010 12:32

Em liberdade, jornalista arrola 48 testemunhas de defesa

Campo Grande News/ Aline dos Santos

A defesa do jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves - que matou o menino Rogério Mendonça, de 2 anos, durante uma briga de trânsito – arrolou 48 testemunhas. A primeira audiência foi marcada para 9 de abril, às 14h. Mas, na ocasião, serão ouvidas somente as testemunhas de acusação.

De acordo com o advogado Valdir Custódio da Silva, as pessoas escaladas para defenderem o jornalista “viram, sabem do ocorrido e são referenciais”. Contudo, o juiz Carlos Alberto Garcete determinou que a defesa defina somente oito testemunhas, de acordo com o Código de Processo Penal.

“Ainda não fui informado. Neste caso, pretendo impetrar habeas corpus, alegando cerceamento de defesa”, salienta o advogado.

No dia 18 de novembro do ano passado, no cruzamento da avenida Mato Grosso com a rua Rui Barbosa, Gonçalves e o tio do garoto, Aldemir Pedra Neto, se envolveram em uma briga de trânsito.

O jornalista efetuou quatro disparos, atingindo João Alfredo Pedra (avô de Rogerinho) e o menino, que foi baleado no pescoço e não resistiu ao ferimento. A família estava uma caminhonete L-200 e o jornalista em um Fox. Em novembro, a polícia fez a reconstituição do crime.

Ontem, após 80 dias preso, Agnaldo Gonçalves foi liberado pela 2ª Turma Criminal do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

Ele vai responde em liberdade pelos crimes de homicídio qualificado, tentativa de homicídio qualificada e porte ilegal de arma de fogo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)