Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

02/05/2005 12:53

Em falta, milho já teve alta de 41% em MS

Fernanda Mathias / Campo Grande News

Com a quebra na safra de verão, especialmente nos grandes produtores, ao Sul do País, o milho já teve alta de 41% desde janeiro, de R$ 12,00 a saca a R$ 17,00 em abril, mês em que fechou a R$ 16,00.
A assessora econômica da Famasul (Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul), Adriana Mascarenhas, afirma que as oscilações são constantes, em função do que se comenta em torno de estoque de passagem e importação do grão.
Ambos podem segurar o preço do produto, que deve estar escasso na maior safra de milho, a de inverno. Em Mato Grosso do Sul se espera algo em torno de 60% de quebra, por conta da estiagem e Adriana lembra que as perdas podem ser maiores, se houver geada.
“A quebra é grande não sabemos como será. A tendência é recuperação de preços, porém se não houver grande importação de milho pelo governo”, afirma.
O próprio governo federal admite que a importação do grão deve aumentar de 600 mil toneladas em âmbito nacional para 5 milhões de toneladas. A quebra afetou gravemente também o Rio Grande do Sul e Paraná.
A demanda interna anual por milho, incluindo aviários e granjas de suínos, é de 950 mil toneladas. Este ano foram produzidas 400 mil toneladas na safra de verão e a de inverno pode ter quebra de 60% a 70%.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)