Cassilândia, Sábado, 17 de Novembro de 2018

Últimas Notícias

29/10/2018 09:10

Em entrevista, Reinaldo Azambuja diz tudo que pretende fazer nos próximos 4 anos

Redação
Reinaldo Azambuja durante entrevista concedida hoje cedo à TV Morena (Rede Globo)Reinaldo Azambuja durante entrevista concedida hoje cedo à TV Morena (Rede Globo)

Em entrevista concedida às 6h da manhã de hoje (29) ao Bom dia MS da TV Morena (Rede Globo), o Governador reeleito, Reinaldo Azambuja, afirmou que o desafio, nos próximos quatro anos, é enorme. "Vivenciamos uma crise no primeiro mandato, mas o Estado estabilizou. Fizemos as medidas duras, algumas impopulares, mas teve o reconhecimento. Vejo agora um novo momento, o pior ficou para trás", falou.

"A dificuldade econômica foi do País. Os estados que não tomaram atitudes sucumbiram à crise. Tem 20 estados brasileiros, hoje, que não conseguem nem pagar a folha de pagamento. A gente conseguiu, com as reformas estruturantes, ser um estado com solidez fiscal. Olhando para frente, com a experiência adquirida, não temos dúvidas que vamos avançar no que é prioridade para a população", disse Azambuja.

Saúde - Reinaldo Azambuja disse que o primeiro passo é consolidar a regionalização da Saúde: "Não deu para concluir todos os hospitais, mas teremos entregas em curto prazo, como Três Lagoas, Dourados e Corumbá". Em relação à Caravana da Saúde, ele informou que está em andamento a Caravana Indígena. "Enquanto tiver uma pessoa na fila, aguardando por cirurgia eletiva, nós teremos a Caravana".  

Segurança Pública - O Governador ressaltou que os concursos públicos que estão em andamento são fundamentais: "Mais policias na rua, e mais estrutura para a nossa Polícia". Além disso, disse que quer blindar as fronteiras. "Se blindarmos as fronteiras, diminui a criminalidade em todo o Brasil, não só aqui (MS). Porque as drogas que chegam no Rio de Janeiro, na guerra de facções que têm, passam por aqui".

Equipe de Trabalho - No primeiro mandato, o Governador disse que não 'partidarizou' o governo. "Nós fizemos um governo com um quadro técnico, que trabalhou pela população. O perfil tem de ser o mesmo. Vamos compor uma base de apoio na Assembleia. Vamos ter uma base grande de apoio no Governo Federal, que não tínhamos no primeiro mandato. Iremos diminuir a estrutura administrativa e fazer melhorias na TI", afirmou.

Por fim, o Governador disse: "Nós vivemos um momento de muita intolerância. Uma criminalização da atividade política. A prioridade, agora, é a de programa de governo. Governar com aquilo que a população aceitou e nos elegeu".   

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 17 de Novembro de 2018
09:00
Santo do dia
06:25
Cassilândia/Paranaiba
Sexta, 16 de Novembro de 2018
22:20
Cassilândia
Quinta, 15 de Novembro de 2018
09:00
Santo do dia
Quarta, 14 de Novembro de 2018
09:00
Santo do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)