Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/06/2008 19:00

Em Campina Grande, uma corrida de jegues para alertar

Morillo Carvalho /ABr

Campina Grande (PB) - “O jumento é nosso irmão”, já dizia o forrozeiro de Campina Grande (PB) Luiz Gonzaga. Hoje (23), o “nosso irmão” foi foco de mais uma atração inusitada na cidade-sede do maior São João do mundo: uma corrida de jegues. O animal é popular no Nordeste por ser barato e ter grande utilidade: é meio de transporte de pessoas, de cargas e serve leite rico em vitaminas.

A competição, que está na 19ª edição, é a forma que o organizador, o professor de educação física Teles Albuquerque, encontrou para conscientizar as pessoas sobre a matança do animal, do qual estaria sendo extraída a carne para fazer carne de sol – negócio rentável, já que o animal serve pelo menos 20 quilos do alimento, enquanto um jegue custa apenas R$ 5.

“O jegue foi o maior meio de transporte do planeta. Carregou até o nosso Senhor, Jesus Cristo. Hoje, está sendo morto e explorado nas carroças de burro. Com três meses, as patinhas incham e eles abatem: cortam as patinhas com ele vivo, deixam o sangue sair, o mau-cheiro sair, cortam o pescoço, retiram a carne, fazem de sol e vendem”, denuncia Albuquerque.

O educador responsabiliza a motocicleta por isso, já que, por ser barata, econômica e mais eficiente em algumas das antigas atividades exercidas pelo jumento, os animais estariam perdendo a função que sempre exerceram. No caso da corrida de jegues, ele assegura que não há maus-tratos aos animais.

“É uma diversão que não maltrata o animal. Você não pode usar sela, cangalha, pano, chicote, arreios, estribos, material perfurante, cortantes, nada disso. Nada de maltratar o jegue. Olha para o jegue no passado, em que ele foi tão utilitário e não despreze, não mate, nesse momento, como estão fazendo”, apela, nitidamente emocionado.

Para participar da corrida, basta que o dono chegue ao local acompanhado do animal. Este ano, o jegódromo foi montado paralelo aos trilhos do trem que vai para Galante nos finais de semana – o Expresso Forroviário. No circuito reto de 200 metros, foram premiados os jegues mais rápidos nas categorias Campina Grande (só para moradores do município) e Geral (para qualquer pessoa), além dos mais ornamentados.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)