Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/04/2005 08:02

Em 20 anos, sem religião cresceram 623% no Estado

Fabiana Silvestre / Campo Grande News

Em que crêem aqueles que não crêem nas religiões? Que não duvidam da existência de Deus, mas também não acreditam muito Nele? Em Mato Grosso do Sul, o grupo dos que se autodenominam sem religião cresceu simplesmente 623% em 20 anos. Eles passaram de 22 mil em 1980 para 165 mil em 2000, segundo estatísticas do IBGE.

Entre os depoimentos, as mais diversas razões para adotar a postura do São Tomé moderno. Nilcio Marques Santos, de 34 anos, aponta o charlatanismo, o “exagero das rezas” e a falta de tempo como os principais fatores. Ele não hesita em dizer que não tem religião. “Acho que tem muita gente mal intencionada nas igrejas, que ficam te forçando a fazer as coisas. Eu não gosto disso. Pra mim o que importante é ser uma boa pessoa”, diz.

Esses fatores, aliados à falta tempo, afastaram Santos das igrejas e templos, mesmo tendo ele sido criado em berço católico. “Lembro bem que minha mãe rezava o terço todo dia. Mas até hoje não vejo muito sentido nisso. Eu respeito, assim como respeito o evangélico, mas não quero isso pra mim”, afirma.

Nem mesmo o convite do filho Nilson, de 12 anos, para ir ao culto, convence Santos. “Acho bom meu filho ir, mas eu não quero ir não. Não sinto vontade nem nunca tive necessidade”, explica ele, que revela ora acreditar em Deus, ora duvidar. “Pra mim Deus até pode existir, mas eu confesso que não lembro sempre Dele não. Só nas horas muito difíceis”, admite.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)