Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

22/05/2016 12:24

Eletrônicos atraem raios e devem ser desligados em caso de temporal

Viviane Oliveira, Campo Grande News
Parte da parede e da cama foram atingidos pela descarga elétrica. (Foto: Fernando Antunes)Parte da parede e da cama foram atingidos pela descarga elétrica. (Foto: Fernando Antunes)

Na última semana, o caso de uma família que ficou ferida após ter a casa atingida por raio em Campo Grande chamou a atenção das pessoas, que com certeza, se perguntaram: o que fazer para evitar ser vítima de descarga elétrica dentro do imóvel. Na sexta, novamente ocorreu problema semelhantes, 10 casas tiveram equipamentos queimados no Rita Vieira por conta de raio.

O professor de Geofísica espacial da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Widinei Alves Fernandes, explica que não tem como falar sobre o caso especifico que ocorreu na Capital, pois uma perícia teria que ser feita na casa para descobrir o caminho que o raio fez até atingir a família. “Foi um caso raro e para saber o que houve precisa de uma analise no local”, diz.

No entanto, o professor alerta que durante uma tempestade, todos equipamentos eletrônicos devem ser retirados da tomada para evitar atrair a descarga elétrica. “Antes se desligava tudo para evitar a queima dos equipamentos, o que diminuía a chance de alguém ser atingido dentro de casa”, afirma.

Aparelhos como notebook, secador de cabelo, chapinha, celular nunca devem ser utilizados durante tempestade se estiverem conectados à tomada, pois a descarga elétrica pode atingir uma pessoa por meio desses eletrônicos.

Susto - Na noite de terça-feira (10), três pessoas, entre elas um bebê de 9 meses, tiveram queimaduras após a casa ser atingida por raio. O caso aconteceu na Rua Travessa Marques de Barbacena, no Bairro Los Angeles. Além de ter ferido a família, a descarga elétrica partiu uma viga, quebrou telhas, comprometeu a fiação elétrica da residência, queimou televisão, que estava ligada, e ventilador. Os três tiveram ferimentos leves.

Mortes - Conforme o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Campo Grande ocupa a terceira posição entre as cidades com mais mortes por raios nos últimos 15 anos. Foram 11 vítimas, ficando atrás somente de Manaus, com 22 vítimas e São Paulo com 26 mortes por causa dos raios. No País, 50 milhões de raios caem todos os anos e 25% das mortes ocorridas são em área rural, 19% dentro de casa e 11% próximo a veículo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Fevereiro de 2017
Quarta, 22 de Fevereiro de 2017
13:30
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)