Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/02/2014 18:13

Eles são pobres e como sonham com um tablet resolveram vender abacate

Campo Grande News

Que trabalho infantil é crime, todo mundo sabe, mas dá até dó censurar Everton e Cauã. Para comprar um “tablet”, os irmãos colheram os abacates no quintal de casa e há uma semana vendem a fruta por R$ 0,50 no bairro São Francisco.

É uma graça a cena dos dois meninos sentados na esquina entre a 14 de Julho e a Eça de Queiros, ao lado de uma carriola e com uma lousa onde fica o recado: “Vende-se abcate”. O erro na escrita chama a atenção de quem passa e virou a alma do negócio.

Everton Carlos Machado Mendes, de 12 anos e o caçula, Cauã Machado Mendes, de 8 anos, estudam de manhã, brincam à tarde, mas quando a noite chega, vão vender a mercadoria pertinho de casa, lá pelas 18 horas.

A ideia de comercializar abacates foi do mais velho. “Sempre via as pessoas nas ruas e então quis vender também”. A intenção das crianças é conseguir juntar dinheiro para comprar o computador. Eles já sabe que há modelos do aparelho que custam R$ 200,00.

Quem compra, pode levar o abacate pequeno por R$ 0,50, mas a fruta já madura e de tamanho grande custa R$ 2,00, preços definidos por eles mesmos. Até agora, o melhor dia de venda já rendeu aos garotos R$ 40,00.

Dia desses, os dois quase ficaram de castigo. A mãe determinou o retorno às 21h, mas eles não respeitam o horário e acabaram chegando em casa com a PM.

A mãe, a dona de casa Renata Pereira Mendes, deu a autorização para que o sonho vingue. “Não acho que tenha mal, eles estão fazendo isso para ter algo que querem. Eu não tenho condições para comprar.”

Além dos irmãos, ela é mãe de mais duas crianças. A família mora em uma casa bem simples, de madeira, perto dos trilhos da ferrovia.

Eles são pobres e como sonham com um tablet resolveram vender abacate
Torcendo por eles!
 
Letícia em 28/02/2014 20:13:05
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)