Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

30/04/2013 16:54

Eleitores de três municípios de MS devem voltar às urnas dia 7 de julho

Campo Grande News/ Zemil Rocha

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS) deverá aprovar um só calendário eleitoral para as eleições suplementares para prefeitos de Bela Vista, Caracol, que tiveram a cassação confirmada ontem em grau de recurso, e Figueirão, o qual perdeu o cargo por decisão da corte do dia 22 de abril. A intenção do TRE é realizar as três eleições no mesmo dia, o primeiro domingo de julho (7).

A primeira providência a ser executada, com as confirmações de cassações dos prefeitos, é a posse dos substitutos temporários, os presidentes das Câmaras Municipais. No caso de Bela Vista e Caracol, os dirigentes dos legislativos municipais devem assumir a condução da prefeitura na próxima segunda-feira (6), quando deverão ser publicadas a decisões do Tribunal.

Também na semana que vem o TRE deverá aprovar as normas para as eleições nos três municípios afetados pelas cassações. A previsão de duração do processo eleitoral é de 70 dias, contados do inicio do período das convenções partidárias até diplomação dos candidatos.

Em Bela Vista, o maior dos três municípios, irão novamente às urnas 16.989 eleitores, que votarão no dia 7 de julho em 13 locais, com 61 sessões eleitorais. Já no caso de Caracol, serão convocados para votar novamente 4.650 eleitorais, que irão a três locais com suas 17 urnas. Em Figueirão, terão de votar 2.471 eleitores, em oito sessões de dois locais de votação.

Os prefeitos cassados não poderão se candidatar nas eleições suplementares, segundo as decisões do TRE.

No caso de Bela Vista, o prefeito Abraaão Zacarias (PMDB), que chegou a ser absolvido em primeira instância, a cassação no TRE aconteceu ontem em razão da acusação de abuso de poder, por uso indevido de meio de um site de notícias para divulgar a candidatura.

O prefeito de Caracol, Manoel dos Santos Viais (PT), foi cassado sob a acusação de abuso de poder econômico e captação ilícita de votos. Os crimes foram configurados por distribuição ilegal de camisetas aos eleitores em uma carreata.

Cassado no do dia 22 de abril, o prefeito Getúlio Furtado Barbosa (PMDB), de Figueirão, é acusado de ter feito contratação irregular de servidores para cargos comissionados e temporários sem concurso público ou processo seletivo simplificado. A finalidade das nomeações teria sido a conquista de votos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)