Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

16/02/2006 07:06

Eleitoral:Proibido o uso de simulador de urna eletrônica

STF

O plenário do Supremo Tribunal Federal julgou três Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs 2283, 2269 e 2278) que questionam resoluções da Justiça Eleitoral. As normas proíbem a utilização de simulador de urna eletrônica em propaganda eleitoral.

Na ADI 2283, o Partido Humanista da Solidariedade (PHS) questionava a Resolução nº 518/2000, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os ministros, por maioria, declararam a procedência parcial da ação, para julgar inconstitucional a expressão “ficando o infrator sujeito ao disposto no artigo 347 do Código Eleitoral”, contida no artigo 3º da norma. O plenário entendeu não haver razão para aplicação de penalidade prevista no Código Eleitoral.

Os ministros Marco Aurélio e Cezar Peluso votaram pela procedência total da ADI por entenderem inconstitucional a resolução. O ministro Marco Aurélio explicou que não há como se convalidar uma norma que proíba instruir-se o eleitor quanto à utilização da urna eletrônica. Já o relator, Eros Grau, julgou o pedido integralmente improcedente.

Na ADI 2269, também ajuizada pelo Partido Humanista da Solidariedade (PHS) contra a Resolução nº 01/2000 do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio Grande do Norte, o plenário julgou improcedente o pedido. Vencidos, no caso, os ministros Marco Aurélio e Cezar Peluso.

No julgamento da ADI 2278, desta vez contra a Resolução nº 06/2000 do TRE de Pernambuco, o Tribunal declarou a parcial procedência da ação. Considerou inconstitucional a expressão “ficando o infrator sujeito ao disposto no artigo 347 do Código Eleitoral” prevista no artigo 2º da Resolução. Vencidos o ministro-relator, Eros Grau, que julgava totalmente improcedente o pedido e os ministros Marco Aurélio e Cezar Peluso, pela procedência total da ADI.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)