Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/01/2013 12:00

Efeitos da dengue podem ser sentidos até um ano após tratamento

Campo Grande News/ Helton Verão

O tratamento da dengue dura aproximadamente uma semana. Neste período, o paciente sente, entre outras coisas, dores pelo corpo, calafrios e tem febre. O que pouca gente sabe é que os efeitos da doença podem sem ser sentidos por até um ano.

E este é mais um motivo para que todo mundo fique alerta e faça sua parte no combate à proliferação do aedes aegypt, mosquito transmissor da dengue. Em Campo Grande já são 12 mil casos notificados da doença, que pode deixar os pacientes 'de cama', e, nos casos mais graves, internados.

A reação à doença varia em cada pessoa. No caso de Tânia Marinho, as sequelas permaneceram por pelo menos oito meses. “Fiquei com muita coceira nos pés e nas mãos, não conseguia me alimentar direito, com diarréia e ânsia, fora o gosto ruim na boca”, revela a funcionárias de serviços gerais.

Dona Tânia já teve dengue duas vezes, a primeira cinco anos atrás, mas segundo ela, foi fraco. Na segunda vez, em 2011, ela perdeu 12 quilos.

Em uma empresa de engenharia, duas funcionárias ao mesmo tempo foram alvos dos mosquito na última semana. A primeira, a secretária Roseana Campos, de 25 anos, relata que estava tudo bem, sem nenhum sintoma, até que acordou muito mal no dia seguinte. “Acordei com muita dor no corpo, cabeça, com febre, vômito, foram cinco dias muito abatida. Sinto alguns efeitos até hoje, como dor de cabeça e no corpo”, descreve Roseana.

Adriana Laranja, responsável pelo departamento financeiro da empresa, pela terceira vez foi pega pelo aedes aegypti, e ainda hoje sente gosto amargo no paladar. “Dessa vez não foi tão forte quanto as outras, até não pensei que fosse dengue, por não estar com dor de cabeça e manchas pelo corpo, fui ao médico apenas para ver sobre dores no corpo. E foi constatada a possibilidade da dengue”, conta Adriana.

O médico sanitarista, e secretário adjunto da Secretária Estadual de Saúde, Eugênio Barros, alerta que algumas sequelas podem permanecer após tratamento. “O tempo para tratamento é de sete dias, as sequelas poderão ser sentidas de seis meses até um ano depois” alerta Barros.

Mudança na rotina – Todas as entrevistadas dizem ter mudado sua rotina após terem contraído o vírus. O espírito é de conscientização. “Pude sentir na pele, antes via na TV, sempre acontecendo com várias pessoas. Agora tenho receio de qualquer acumulo de água”, previne a secretária Roseana.

“Qualquer local que vou, vejo fico com receio de haver o foco ali. Já cuidava muito em minha residência, agora cuido muito mais”, explica dona Tânia Marinho.

Segundo afirmado pelo secretario municipal de Saúde, Ivandro Corrêa Fonseca, na Capital já são 12 mil casos notificados. O município decretou estado de emergência por conta da epidemia.

Conforme o levantamento, 93,05% dos focos do mosquito foram encontrados nas residências e apenas 6,95% nos terrenos baldios. Ainda conforme informações da administração municipal, oito mil quarteirões foram borrifados e 805 caminhões retirados com lixo e entulhos nas ações de combate à dengue.

Cerca de 500 agentes comunitários são destacados no trabalho de combate, recolhimento de entulhos e orientação à população.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)