Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

29/06/2006 07:47

Educação recebe sugestões sobre formação de ortodontista

Agência Câmara

Um documento contendo várias propostas para enfrentamento dos problemas na formação profissional do ortodontistas, que vão desde a ampliação da carga horária dos cursos à periodicidade dos encontros, foi entregue nesta quarta-feira à Comissão de Educação e Cultura. As sugestões foram apresentadas pela Associação Brasileira de Ortodontia - Ortopedia Facial (Abor), cujo representante, Luciano da Silva Carvalho, participou de audiência pública para debater a situação dos cursos de ortodontia e ortopedia facial no País.
De acordo com os dados apresentados por ele, o Brasil detém 15% dos profissionais do setor no planeta, ostentando média de odontólogos por número de habitantes superior até mesmo à dos Estados Unidos.
Luciano Carvalho observou que o Brasil tem hoje 7.800 ortodontistas formados - o dobro do que dispunha há quatro anos. Da mesma forma, o número de faculdades de odontologia dobrou nos últimos oito anos, totalizando, em 2005, 174 faculdades, das quais 120 pertencem à iniciativa privada.

Sistema de avaliação
A deputada Professora Raquel Teixeira (PSDB-GO), que solicitou a reunião, destacou a existência de várias deficiências na estruturação desses cursos, como conteúdos programáticos inadequados e carga horária insuficiente. Ela também criticou a fragilidade do sistema de avaliação e ressaltou a necessidade da adoção de medidas para evitar a baixa qualificação dos profissionais que entram no mercado.

Participantes
O debate contou também com a participação do diretor do Departamento de Supervisão da Educação Superior, da Secretaria de Ensino Superior do Ministério da Educação (MEC), Mario Pederneiras; da especialista do Ministério da Saúde e professora da Universidade de São Paulo (USP) Ana Stela Haddad, e de representantes do Conselho Federal de Odontologia, Roberto da Veiga Cavali; e da Comissão de Ensino do Conselho Federal de Odontologia, Rubens Corte Real de Carvalho.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)