Cassilândia, Quinta-feira, 22 de Junho de 2017

Últimas Notícias

10/12/2004 13:29

Educação no terceiro setor foi a que mais empregou

Cristiane Ribeiro / ABr

As fundações privadas e entidades sem fins lucrativos que prestam serviços na área de educação contrataram quase 150 mil pessoas de 1996 a 2002. Foi o maior número de empregos criados no terceiro setor no período. As entidades que menos contrataram foram as de esporte e recreação, com apenas 2 mil vagas.

Os dados constam da primeira pesquisa sobre o terceiro setor no Brasil, divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o estudo, a área de saúde foi a segunda a oferecer o maior número de empregos.

As organizações nas áreas de saúde e educação estão entre as mais antigas e empregam mais da metade (52%) do total de pessoas no terceiro setor, embora representem apenas 8% do total de entidades.

O inverso ocorre nas organizações religiosas, nas que atuam na defesa dos direitos e nas associações patronais: elas reúnem o maior número de entidades (mais da metade do total) e empregam somente 17% dos trabalhadores do segmento.

No grupo religião, há pouco mais de um trabalhador por instituição: são 70.446 entidades empregando 101.513 pessoas. Isso sugere, segundo a pesquisa, que a maior parte dos serviços prestados por essas entidades deve ocorrer por meio de trabalho não remunerado.

A pesquisa foi realizado em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a Associação Brasileira de Organizações Não-Governamentais (Abong) e o Grupo de Institutos, Fundações e empresas (Gife).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 22 de Junho de 2017
10:00
Receita do Dia
Quarta, 21 de Junho de 2017
09:40
O questionamento é da defesa do Governador de MS
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)