Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

26/04/2005 15:22

Educação a distância tem carência de professores

MEC

A abertura de vagas para professores trabalharem com ensino a distância foi a reivindicação de representantes de consórcios regionais formados por universidades públicas federais, estaduais e municipais habilitados pelo Ministério da Educação para oferecer cursos de graduação a distância. A demanda das instituições foi apresentada hoje, dia 26, na reunião de trabalho Pró-Licenciatura Fase 1, organizada pela Secretaria de Educação a Distância (Seed/MEC).

O encontro, que será encerrado na quinta-feira, dia 28, no Hotel Saint-Paul, em Brasília, e realizado em conjunto com as secretarias de Educação Básica (SEB/MEC), de Educação Superior (SESu/MEC) e de Educação Especial (Seesp/MEC).

O titular da Seed, Ronaldo Mota, diz que há interesse do MEC em encontrar mecanismos para ampliar a oferta de vagas. “A educação a distância é uma prioridade. Nossa capacidade de expansão de atendimento nas universidades públicas passa por facilitar o acesso à educação superior via educação a distância”, disse Mota.

Durante o encontro, que tem como objetivo a participação integrada das diversas secretarias do MEC no apoio à implementação de cursos de licenciatura a distância, houve debate sobre a estruturação dos pólos e núcleos de educação a distância, procedimentos a serem adotados pelos grupos de trabalho dos consorciados e competência da tutoria dos cursos.

Amanhã, dia 27, os participantes discutem a gestão institucional da educação a distância, seus desafios e soluções, a gestão dos cursos de licenciatura a distância, materiais empregados e estratégias de ensino pertinentes aos diferentes cursos.

Projetos – Na reunião, o professor Max Ordoney, representante do titular da SEB, Francisco Chagas, adiantou que na próxima semana a secretaria estará lançando o Pró-Licenciatura Fase 2. “Trata-se de um projeto dirigido especificamente para os professores da rede pública, da quinta à oitava série e do ensino médio, que estejam em exercício e ainda não tenham a devida habilitação”, disse Ordoney.

Repórter: Sonia Jacinto

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)