Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/01/2013 14:06

Eduardo Sabbag fala da carreira de docente, profissionalismo e dedicação

Bruna Girotto

Eduardo Sabbag é advogado, mas dedica grande parte da sua vida ao ensino. Leciona Língua Portuguesa e Direito Tributário em cursos preparatórios para concursos. Atualmente, leciona, em média, seis a sete horas por dia, seis dias por semana. Já foram mais de 15 mil horas-aula, para mais de 100 mil alunos em todo o Brasil.

Para aguentar esse ritmo acelerado, costuma dizer que “tem que gostar muito, muito do que faz...”. “Ser “profissional-professor”, muitos conseguem; ser “professor-profissional”, poucos”. Sabbag conta que descobriu que “levava jeito” para ensinar por volta dos 10 anos, quando passou a ajudar os colegas de escola que tinham dúvidas em Matemática. O contexto familiar o ajudou, já que o pai foi uma pessoa muito culta e a mãe, uma professora exemplar.

Ao se mudar para São Paulo, Capital, aos 17 anos, quando ingressou na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, na USP, complementava o orçamento corrigindo redações no Curso Etapa Vestibulares, o que foi um bom aprendizado. Posteriormente, entrou para a Receita Federal, num concurso para o cargo de Técnico do Tesouro Nacional – hoje denominado Analista da Receita Federal do Brasil. Logo passou a trabalhar em regime de plantão e, no período de folga, começou a dar aulas de Direito Tributário e de Português e Redação para concursandos das áreas jurídica e fiscal.

Aos poucos, as aulas se avolumaram de tal modo, a par das viagens por todo o Brasil que lhe eram requisitadas, que decidiu pedir exoneração do cargo público, em 2004. Desde então, a docência tem sido sua principal atividade, ao lado da advocacia tributária. Acredita que vocação para ensinar seja importante, mas não é o essencial. Assim como em qualquer profissão, é possível evoluir com treino, estudo, esforço e dedicação. "Não há vocação sem 'transpiração'.Todavia, é fato que tudo fica mais fácil quando se faz aquilo de que se gosta", afirma.

Para ler a entrevista completa do FATO NOTÓRIO, clique aqui.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)