Cassilândia, Domingo, 20 de Maio de 2018

Últimas Notícias

21/07/2013 13:12

Eduardo Rocha diz que Paulo Duarte aproxima PT do PMDB em MS

Leonardo Rocha, Campo Grande News

O deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB), líder do PMDB na Assembleia, destacou que a escolha do nome do Paulo Duarte (PT), prefeito de Corumbá, para presidir a direção estadual do PT em 2014 irá aproximar as duas legendas.

“O Paulo (Duarte) é um político equilibrado que sabe conversar e dialogar com os outros partidos, alguém capacitado para conduzir o PT. Esta nova direção certamente irá estreitar a relação com o PMDB aqui no Estado”, revelou ele.

Eduardo ponderou que participou de diversos debates políticos com (Paulo) Duarte e que todos foram em “alto nível”. “Não havia radicalismo, pelo contrário, muita coerência e respeito em nossas discussões”, avaliou.

O prefeito de Corumbá foi escolhido para dirigir o PT pelo fato de não pertencer a nenhuma corrente interna do partido e ser visto pela legenda como "neutro". O atual presidente estadual, Marcus Garcia, e o vereador Zeca do PT decidiram desistir da eleição partidária para apoiar o nome de Paulo Duarte. Para os petistas, este “recuo” foi estratégico com o objetivo de “apaziguar” e “unir” o PT em torno do senador Delcídio do Amaral, que irá disputar as eleições em 2014.

Aliança - Em relação a uma possível aliança PT-PMDB para as eleições de 2014, Eduardo Rocha ponderou que é cedo para avaliar e só será tomado este caminho caso haja consenso no partido. “O nosso presidente (Junior Mochi) já ressaltou que a prioridade é candidatura própria, mas não podemos descartar, política é muito dinâmica”, acrescentou ele.

O presidente da Assembleia, o deputado estadual Jerson Domingos (PMDB) é o principal defensor desta aliança, ele acredita que o partido deve apoiar a candidatura do senador Delcídio do Amaral (PT). “Ele defende esta ideia e temos que respeitar. Jerson é uma das principais lideranças do partido, tem cacife para buscar este apoio”, ponderou.

Já o presidente estadual do PMDB, Junior Mochi, voltou a afirmar que o partido irá priorizar a candidatura própria, e que uma possível parceria com o PT ainda é “remota”. “Temos o maior partido do Estado, um senador em Brasília e estamos há oito anos a frente do governo estadual, não tem porque não lançarmos candidato ”, avaliou ele.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
Sábado, 19 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Sexta, 18 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)