Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/12/2008 17:56

Edís: Cientista político critica Senado por aprovar PEC

Amanda Cieglinski , ABr

Brasília - Na opinião do cientista político David Fleischer, da Universidade de Brasília (UnB), os papéis da Câmara e do Senado se inverteram hoje (18) durante a disputa pela aprovação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que aumentou em 7.343 o número de vereadores no país. A polêmica matéria foi aprovada na madrugada de hoje pelo Senado, mas rejeitada no início da tarde pela Câmara.

“Geralmente, o Senado é chamado de Casa revisora, mas dessa vez a função ficou a Câmara baixa. Essa PEC é uma grande vergonha nacional, uma coisa absurda, porque resolveu mudar as regras do jogo depois que ele terminou”, avaliou em entrevista à Agência Brasil. A tentativa do Senado era alterar a Constituição e aumentar o número de vagas nas câmara municipais referentes à eleição de 2008.

Para Fleischer, a intenção dos senadores era beneficiar amigos políticos e cabos eleitorais que não foram eleitos em outubro. Na avaliação do especialista, a PEC tramitou de maneira irregular na Casa.“A Câmara tem toda a razão em decidir pela não-tramitação da PEC. A Constituição é muito clara e diz que são necessárias duas votações em pelo menos cinco sessões diferentes. A matéria foi aprovada no Senado em duas votações no espaço de algumas horas de diferença”, apontou.

Outra crítica feita à aprovação da chamada PEC dos vereadores é que ela aumentaria as despesas dos municípios justamente em um período de crise. O texto da matéria incluía um artigo para diminuir o Orçamento, mas ele foi retirado na votação do Senado. “Justamente em um final de ano em que todo mundo sabe que estamos entrando em uma crise financeira brava. Ninguém sabe onde o fundo do poço vai chegar. Em 2009, quando a Câmara retomar essa discussão, será possível fazer uma avaliação melhor sobre como a crise afetará a arrecadação fiscal no país”, salientou o cientista.

O presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, defende que é necessário aumentar o número de vereadores para equilibrar a participação política nos municípios, mas critica a exclusão do artigo que previa a diminuição das despesas.

“Hoje há uma desproporção muito grande, não é justo um município de 4 mil habitantes ter nove vereadores e um de 85 mil ter 11. Esse desequilíbrio em parte seria corrigido pela PEC ”, acredita. Na opinião de Ziulkoski, o aumento no número de vereadores garante uma participação mais ampla dos cidadãos. “Quando há mais gente participando, há um controle maior, porque a função do legislativo é fiscalizar e legislar. Nós temos que respeitar o poder legislativo que exerce um poder fundamental na democracia brasileira”, acredita.


Já para o cientista política da UnB, não há necessidade de se aumentar as vagas nas câmara municipais. “Em muitos municípios, a câmara é inoperante, não faz nada. Não legisla e muito menos fiscaliza os atos do prefeito. É uma questão complicada porque pela democracia precisa haver o legislativo municipal, mas infelizmente a maior parte deles não exerce bem a função de legislador. Poderia diminuir os vereadores”, alegou.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)