Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/11/2004 13:44

Economia :Pagamento do 13º salário deve injetar R$ 40 bi

Flávia Albuquerque / ABr

Mais de R$ 40 bilhões deverão ser injetados na economia brasileira com o pagamento do 13º salário até o final de 2004. O montante equivale a cerca de 2,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e engloba os trabalhadores do mercado formal, incluindo os empregados domésticos, e beneficiários da Previdência Social. De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese), cerca de 53,7 milhões de brasileiros deverão ser beneficiados.

Pela estimativa do Dieese, dos 53.743.183 beneficiados, 22.768.380 (42,4%) referem-se a beneficiários da Previdência Social (aposentados ou pensionistas). Os empregados formais correspondem a 29.329.346 (54,6%) e são contribuintes da Previdência. Os 3% restantes são empregados domésticos com carteira de trabalho assinada.

Dos R$ 40,2 bilhões, aproximadamente R$ 10,16 bilhões serão pagos aos beneficiários do INSS (cerca de 25,3%). Os empregados do mercado formal receberão R$ 29,5 bilhões (73,4% do total) e os trabalhadores domésticos ficarão com R$ 543 milhões, que equivale a cerca de 1,3% do montante.

Para a cidade de São Paulo, os recursos do 13º salário representam cerca de R$ 13,890 bilhões, aproximadamente 34,5% do total do Brasil e 60% da região Sudeste. Segundo o Dieese, 14.013.384 pessoas receberão o 13º salário em 2004. O número corresponde a cerca de 26% do total que terá acesso ao beneficio no Brasil. Em relação à região Sudeste, o percentual é de 52%. Os empregados do mercado formal, sejam da CLT sejam funcionários públicos, representam 62,7%, enquanto pensionistas e aposentados do INSS equivalem a 37,3%.

A maior fatia dos recursos do 13º salário deve ser distribuída entre os estados da região Sudeste (57,5%), já que a região é a que concentra a maior parte dos trabalhadores, aposentados, pensionistas e empregados domésticos. Os estados do Sul receberão 16,5% do total do benefício, Nordeste, 14%, Centro-Oeste, 8,1%, e o Norte, 3,9%.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)