Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

31/10/2006 18:38

É possível recurso contra decisão liminar em MS

STJ

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ/RS) terá de apreciar o recurso apresentado por uma professora aposentada do Rio Grande do Sul contra decisão que lhe negou a isenção do pagamento de diárias referentes a permanência de seu carro em depósito. De acordo com a Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que se baseou em entendimento do ministro João Otávio de Noronha, é possível a apresentação de agravo de instrumento (tipo de re curso) contra decisão de nega liminar em mandado de segurança.

O veículo da professora foi apreendido em 28 de outubro de 2000, por ato de fiscalização após colisão de veículos. A proprietária havia requerido, por meio de mandado de segurança, a liberação do carro sem pagamento de nenhuma diária de permanência no pátio de depósito público, onde se encontrava apreendido há cerca de 18 meses, argumentando que a apreensão teria sido ilegal. A decisão de primeira instância isentou o pagamento apenas a partir da liberação do Departamento de Trânsito gaúcho (Detran/RS).

Inconformada, a proprietária recorreu ao TJ/RS, alegando que a apreensão sempre teria sido ilegal, já que todos os impostos estariam pagos. Entre a data da liberação dos documentos pelo Detran e a data da apreensão teriam passado mais de seis meses. Considerando a diária de R$ 6, seriam mais de R$ 1 mil que, conforme a proprietária, seriam indevidos. O carro, época, valeria em trono de R$ 3,5 mil.

O TJ/RS não atendeu ao pedido da professora, ao argumento de que não cabe agravo de instrumento contra decisão que, em mandado de segurança, conceda ou não liminar, ou ainda, que decida questões incidentes. Daí o recurso especial apresentado ao STJ. O relator, ministro Noronha, afirmou que nova sistemática foi trazida pela Lei 9.139/95, que alterou o Código de Processo Civil, possibilitando a apresentação de agravo de instrumento nos casos como o analisado. A decisão foi unânime.


Autor(a): Sheila Messerschmidt

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)