Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

31/05/2005 12:35

Duas mortes por desnutrição em 15 dias; 38 este ano

Fabiana Silvestre / Campo Grande News

A Comissão Externa da Câmara Federal, criada para apurar as mortes de crianças indígenas por desnutrição, informa que duas das quatro crianças que morreram nos últimos 15 dias nas aldeias de Dourados e Amambaí perderam a vida por desnutrição.
Clenilson Gomes Teixeira Lescano, de quatro meses (aldeia Taquapiri/Amambai) morreu no dia 18 de maio e Alisson Freitas, de um ano e cinco meses (aldeia Limão verde/Amambai) faleceu dia 25, por problemas de saúde desencadeados pela fome.
Com as duas confirmações, sobe para 38 o número mortes de crianças por desnutrição nas aldeias de MS nos primeiros cinco meses de 2005.
Segundo o Coordenador de Ações Estratégicas da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), Antônio Fernandes Costa, outras duas crianças indígenas morreram este mês, mas não por desnutrição, conforme apontam os atestados de óbito divulgados nesta quarta-feira.
Delecy Campeiro, de um ano e quatro meses (desaldeada), morreu no dia 26 de maio por asfixia mecânica, aspiração de vômito e parada cárdiorespiratória. A última morte registrada nas aldeias em Mato Grosso do Sul no mês de maio foi de Raissa Lescano Teixeira, de dois meses, no dia 29 por insuficiência respiratória aguda e broncopneumonia (Aldeia Taquapiri/Amambaí).
O Deputado Federal Geraldo Resende (PPS/MS), que coordenou os trabalhos da Comissão Externa, disse que lamenta o fato de que crianças indígenas ainda continuam morrendo por desnutrição. “Mas acredito que esses números estão se revertendo por causa das ações emergenciais que estão sendo implementadas, inclusive várias delas por recomendação da Comissão Externa, mas é preciso lembrar que o problema existe e requer nossa atenção permanente, mesmo depois da entrega e encaminhamento do relatório final”, destacou Resende.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)