Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/01/2010 06:32

Duas horas após terremoto, militares brasileiros fazem parto de haitiana

Luciana Lima, Agência Brasil

Porto Príncipe (Haiti) - Duas horas após o terremoto que destruiu a capital do Haiti, Porto Principe, uma menina nasceu no hospital improvisado por militares brasileiros para atender pessoas que procuraram a Base Charles, onde fica o maior número de militares brasileiros que atuam no Haiti.

De acordo com o capitão médico Fabrício Almeida de Moura, a criança está bem, mas a mãe, haitiana, corre risco de morrer devido a uma hemorragia que não cessa. “Ela não estava ferida. O susto com o terremoto fez com que entrasse em trabalho de parto e tivemos que fazer o parto em uma garagem. A criança está bem, está se alimantando com leite, mas a mãe está com sérias complicações de hemorragia”, disse o militar que na noite de quarta-feira (12) coordenava os trabalhos do hospital improvisado.

Cerca de 120 feridos pelo terremoto foram atendidos na base e cerca de 70 permanecem internados. De acordo com o médico, são pessoas que receberam os primeiros socorros, mas que precisam de procedimento cirúrgico. Muitas chegaram com membros completamente destruídos, precisando de amputação. “O problema é que temos pessoas que estão começando a ter febre a a apresentar quadro de infecção. Se não forem atendidas rapidamente, não sobreviverão”, disse o médico.

Edição: Graça Adjuto

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)