Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/11/2004 12:45

Drogas :Decreto prevê distribuição de seringas a usuário

Agência Brasil


Um decreto em discussão no governo federal regulamenta a política de redução de danos causados pelo consumo de drogas ilícitas no Brasil. À frente do debate, está o Ministério da Saúde, responsável pela prevenção e tratamento de usuários de drogas. Coordenador de Saúde Mental do Ministério, Pedro Delgado conta que o decreto define o papel e a função dos profissionais de saúde que trabalham com redução de danos e normatiza as atividades de prevenção (distribuição de seringas e preservativos).

Outros dois pontos estão em estudo pelos ministérios da Saúde, da Justiça, a Secretaria Nacional Antidrogas e a Casa Civil. Um deles prevê a adoção de tratamentos substutivos, ou seja, utilização de drogas de menor potencial ofensivo no lugar de outras mais danosas e nocivas. "O objetivo é permitir a adesão do dependente grave a um programa de tratamento", explica Delgado.

Segundo ele, outro ponto em estudo é a criação, em caráter experimental, de locais de consumo seguro de drogas. "Seriam locais destinados a atenuar o risco de vida dos pacientes graves e diminuir o risco de morte por overdose", revela o coordenador. "Esses locais funcionariam como porta de entrada ao serviço de saúde para aqueles pacientes com dependência mais grave, vivendo em grandes centros urbanos."

Para Pedro Delgado, o governo federal está em uma etapa de "consolidação normativa". Ele acredita que o presidente Lula irá assinar, ainda neste ano, o decreto regulamentado a política de redução de danos. A discussão sobre o documento começou em 2003 e tomou como base para os debates a lei número 10.409, de fevereiro de 2002, que trata da política de prevenção e tratamento de drogas.

"A saúde pública precisa buscar soluções criativas e inovadoras para não ficar paralisada diante de um desafio grande como esse. Todos nós sabemos da situação dramática do consumo de drogas", lembra o coordenador de Saúde Mental do Ministério da Saúde. "É preciso ter ações pragmáticas, eficazes, que possam dotar a saúde pública de instrumentos de atuação que de fato produzam efeitos de curto e longo prazo na situação de saúde dos usuários mais graves."



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)