Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

31/01/2015 11:00

Dois foram detidos após pegarem espigas de milho nà beira da MS-306

Chapadense News

Mais duas pessoas foram detidas e conduzidas ao quartel da Polícia Militar de Chapadão do Sul após a invasão de uma propriedade privada para furtar milho. A prática tida como “cultural” vai virar caso de polícia porque tem muitas pessoas pegando espigas “alheias” para vender no comércio. Os veículos no meio do milharam quebram as plantas, caraterizando o crime de dano ao patrimônio privado. Os dois acusados pediram desculpas e devolveram o produto, recolhidos pelos PMs.

Na semana passada o caso ganho repercussão após um produtor rural relatar os constantes prejuízos com as invasões de pessoas e carros no meio do milharal. A Polícia Militar atendeu a solicitação e confirmou a intensificação da vigilância em áreas agrícolas para coibir os abusos, sem a autorização expressa do dono.

Um dos produtores rurais que pediu apoio da PM disse que já abordou um carro dentro de sua propriedade com mais de dez sacos de milho verde. Obviamente não era para fazer uma cozinhada para a família, mas para comercializar um produto furtado.

O cidadão pego dentro com milho dentro da plantação poderá ser preso em flagrante por furto e dano se o carro quebrar as plantas. Tradicionalmente alguns produtores não se incomodam com a perda de algumas espigas, mas comerciantes inescrupulosos vendem um produto que não compram ou plantam uma muda sequer. Os nomes das duas pessoas não foram reveladas porque elas concordram em devolver as os dois sacos de espigas

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)