Cassilândia, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

Últimas Notícias

19/11/2008 17:10

Doença pulmonar crônica mata quatro brasileiro por hora

Agência Brasil

Brasília - Hoje (18) é Dia Mundial de Combate à Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC). No Brasil, o problema mata quatro pessoas a cada hora.O tabagismo apontado como principal causa da doença e relacionado a 90% dos casos.

Segundo o pneumologista Paulo Feitosa, um dos obstáculos para o controle da doença é a dificuldade de diagnóstico já que o principal sintoma da DPOC é a falta de ar ao fazer qualquer tipo de esforço, que muitas vezes acaba sendo atribuída à falta de condicionamento físico, ao envelhecimento e ou a outras doenças respiratórias ou cardíacas.


“A DPOC é uma doença muito prevalente e de alta mortalidade. Além disso, ela causa muito sofrimento ao paciente. O grande problema é que se faz o diagnóstico muito tardio da doença. A média é a cada 100 fumantes, 20 desenvolvem a DPOC”, disse o médico.

Para ele, a mortalidade causada pela doença no país é muito elevada. “Existem estudos que em algumas regiões do Brasil se tem DPOC em até 20% da população. Isso chama atenção, é um problema grave de saúde pública e precisa ser combatido.”

Para conscientizar a população sobre a doença, uma série de ações estão sendo realizadas hoje em Brasília, Salvador, Recife, São Paulo, Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP) e no Rio de Janeiro.

Em Brasília, um ponto de atendimento com médicos e enfermeiros foi montado na rodoviária do Plano Piloto, onde as pessoas podem obter informações sobre a doença e teste de função pulmonar, que é suficiente para dar diagnóstico da doença. A idéia é atrair principalmente fumantes e ex-fumantes com mais de 40 anos, que constituem o principal grupo de risco para a DPOC.

No local, estão sendo distribuídos folhetos explicativos com um questionário para as pessoas reconhecerem se estão no grupo de risco da doença respondendo a perguntas como “Você tosse várias vezes na maioria dos dias?” e “ Você tem falta de ar mais facilmente que as outras pessoas da sua idade?”.

O autônomo Roberto Soares Gomes, fumante, resolveu fazer o teste. “Valeu a pena passar aqui hoje. Eu achava que esses sintomas eram só por causa da idade e não são. Vou providenciar o tratamento.”

Embora tenha recebido o diagnóstico de DPOC, Roberto disse que provavelmente não vai largar o cigarro.

De acordo com Paulo Feitosa, apesar de existir medicações para reduzir o incômodo, a redução do tabagismo é a medida mais importante para os pacientes com DPOC, pois é a única que permite uma redução significativa na progressão da doença.

“Felizmente, é uma doença que tem tratamento. Os remédios melhoram a qualidade de vida dos pacientes e diminuem as idas ao pronto socorro, as internações hospitalares e aumentam m tempo de vida do paciente”, explicou o médico.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 25 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)